quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O MELHOR DA MÚSICA BRASILEIRA

Meus manos (as) chegamos em mais uma quinta, falta pouco pra mais uma edição do Festival do Açai em SSBV, vanos nos deliciando com o melhor de nossa música, feita por paraenses. Hoje, falaremos de Marco André

Natural de Belém do Pará, o cantor, compositor, arranjador, instrumentista e produtor de discos, vem buscando ao longo da carreira um caminho coerente com sua formação, compromissado com a qualidade da música que produz. Após inúmeras participações em festivais e apresentações em palcos paraenses, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1985. Seu primeiro trabalho reconhecido no Brasil foi a gravação para a música ‘Meu bem, meu mal’ de Caetano Veloso, trilha sonora de abertura da novela homônima da Rede Globo, em 1990, que fazia parte de seu primeiro disco, ‘Olhar e segredo’. Em 2002 Marco lança seu segundo disco ‘Marco André 20 anos’, uma coletânea com as músicas mais importantes para a sua carreira até então, principalmente as que fizeram sucessos no norte do país. No currículo de Marco André consta sua participação no carnaval carioca de 2004, quando convidado por Dominguinhos do Estácio, cantou o samba enredo da Unidos do Viradouro em homenagem ao Círio de Nossa Senhora de Nazaré em plena Marques de Sapucaí. Neste mesmo ano o artista lançou seu terceiro CD, Amazônia Groove. O disco deu a Marco André o início de uma carreira internacional. As músicas Varrido de Amor e Função das Coisas entraram em 3 coletâneas de músicas brasileiras distribuídas no Japão, Itália e Portugal. As músicas Vinheta de Mestre Verequete e Caringlobalizado passaram a fazer parte de uma Coletânea de Tom Jobim chamada TOM da Amazônia, produzida pela Fundação Roberto Marinho e distribuída no mundo inteiro. Amazônia Groove foi considerado pela FROOTS Magazine, a principal revista de World Music da Europa, através do crítico musical Marcos Sacchi, entre os 10 (dez) melhores discos de 2005 quando da publicação do seu 25º aniversário. O famoso radialista de Seattle, Derek Mazzone, da rádio KXPM, também apontou no mesmo ano o Amazônia Groove entre os melhores de 2005, como um dos seus indicados do mês de maio. O CD se destaca na programação da Worldmix Radio de Nova York, ficando sempre nos primeiros lugares na preferência dos ouvintes durante alguns meses. Através deste trabalho foi indicado como finalista em 2 categorias do Prêmio TIM, principal premiação da musica brasileira, em 2005, como melhor cantor regional e melhor cantor por voto popular. Foi vencedor do prêmio TIM de melhor cantor regional. Ainda em 2005 foi escolhido como melhor cantor pop regional no primeiro Prêmio Cultura de Música, da Tv e Rádio Cultura do Pará, principal premiação do mercado fonográfico do norte do país. Marco sempre esteve dentro dos estúdios, uma de suas paixões. Sendo assim, assumiu a produção de vários projetos tendo a oportunidade de conviver com os melhores músicos do pais, seus grandes intérpretes e compositores. Paulinho da Viola, Elba Ramalho, Jane Duboc, Altamiro Carrilho, Célia, Zé Luiz Mazziotti, Dominguinhos, Dominguinhos do Estácio, Humberto Araújo, Neguinho da Beija-Flor, Verônica Sabino, Sebastião Tapajós, Robertinho Silva, Gilson Peranzzetta, Sacha Amback, Flávio Venturini, Leo Gandelman, Zé Renato, Nelson Gonçalves, Paulinho Moska, Chico César, Nilson Chaves, Vital Lima, Arismar do Espírito Santo, Mauricio Einrorn, Cláudio Nucci e Leila Pinheiro são algumas das estrelas que trouxeram aprendizados importantes para sua carreira participando de seus trabalhos. Como músico atuou em CDs de Beth Carvalho, Escolas de Samba do Rio de Janeiro, Cláudio Nucci, Celso Viáfora, Jane Duboc, Sebastião Tapajós e de vários artistas independentes. Já dividiu o palco fazendo shows pelo Brasil com Zizi Possi e Vitor Ramil (Projeto Pixinguinha - artista local), Leila Pinheiro e Wagner Tiso (Projeto Pixinguinha nacional), Orquestra de Música Brasileira (Projeto Pixingão, sala FUNART - RJ), Cláudio Nucci, Fafá de Belém, DJ Dolores, Paulinho Moska, Jane Duboc, Paula Lima, Nilson Chaves, Flávio Venturini, Martinália, Vital Lima, Sandra de Sá, Sebastião Tapajós, Dominguinhos do Estácio e Dona Ivone Lara. Tem músicas gravadas por nomes consagrados de nossa MPB. Entre eles destacamos Jane Duboc, Leila Pinheiro, Paulo César Feital, Fátima Guedes, Grupo Exalta samba, MPB – 4, Dominguinhos do Estácio e Vital Lima. Hoje Marco se divide no artista que viaja mostrando sua arte por todo o país e no produtor destacado pela imprensa especializada. Influências Minhas influências são muitas. Desde os cantadores de boi e carimbó do meu Pará a Caetano Veloso e Chico Buarque. Devido a proximidade com o Caribe, nós que nascemos no norte do Brasil temos um sotaque bem latino em nossas harmonias, e é por isso que adoro música cubana. Tenho muito respeito pela música americana, principalmente o Jazz, e acrescento um pouco de tudo no meu temperado tabuleiro musical.

Ler mais: www.myspace.com/marcoandre
www.marcondre.art.br


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

COMENTÁRIOS APÓCRIFOS

Trago ao palanque (pois, sei que é isso que o comentarista quer) comentário apócrifo, deixado na caixinha do post "festival do quê?

olá Blogueiro o que foi? a prefeitura parou de molhar a tua planta, porque agora tú criticas, ou estás criticando para forçar eles te darem mais dinheiro. não é só o festival daqui de Boa vista, mas infelizmente de todo o marajó que é assim

Ora, ora meu caro anônimo, vc não deve me conhecer... Não deveria, mas vou lhe informar sobre a "molhada na minha planta" que a prefeitura deu. Na edição de maio de O Boavistense, a prefeitura de São Sebastião da Boa Vista, adiquiriu através de autorização de inserção, informe publicitário de 2 páginas A4 no miolo da edição. Valor R$ 450,00. Se vc tiver alguma outra informção que vá contra a que eu estou prestando aqui, me mande que publicarei...
Publiquei seu comentário, e estou respondendo ( não sei à quem) com o intuito de deixar claro o grau de imbecilidade e algumas pessoas em SSBV. Este blog, não tem vinculo com quem quer que seja, a opinião postada aqui é de minha inteira responsabilidade...
Vou repEtir, se alguém tiver qualquer informação que referende a acusação do anônimo comentarista, o espaço está aberto pra divulgação.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

FESTIVAL DO QUÊ ? Parte 2

Demorou, né ? Pois bem, estamos de volta...
A grande dificuldade de se inserir a comunidade boavistense no processo de elaboração de organograma para o festival, é gritante...Vale ressaltar que, o Festival é um produto cultural voltado principalmente para população local, serve como confraternização e impulsiona o homem da cidade e do campo, para o periodo de safra que se segue...
Ao decorrer dos anos, a tradição vem sendo substituida ´por um verdadeiro espetáculo de consumo de bebida alcoólica e dos famigerados "festivais de prêmios". O Festival do Açai de São Sebastião da Boa Vista, tem que servir de acesso à cultura e às manifestações culturais de seu próprio povo, precisa de infraestrutura de qualidade, palco, som ,iluminação de primeira...
Mercados abastecidos e hotelaria incentivada..
Semana que vem, a última parte....

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O MELHOR DA MÚSICA BRASILEIRA

Espia meu mano, hoje começaremos a mostrar o melhor da música brasileira feitas por paraenses, e tem muita coisa sumano..Aguardem!

Jane Duboc Vaquer é paraense de Belém e está acostumada a cantar desde criança. Com treze anos de idade Jane Duboc já fazia apresentações filantrópicas no colégio onde estudou, na televisão e em festivais.
Em Belém, Jane Duboc formou o conjunto "Ilusão" e quando morou em Natal ela formou o "Quarteto das Tri", cujo nome se deve ao fato de todas as integrantes terem sido tri-campeãs nos esportes (era um conjunto que imitava o "Quarteto em Cy"). Jane Duboc atuou muito como esportista, ganhando muitas medalhas em competições estaduais de natação, voleibol, tênis e tênis de mesa. Por suas qualidades esportivas, a Assembléia Legislativa de Belém criou o prêmio "Jane Duboc Vaquer" para incentivar todos os esportistas paraenses.



sexta-feira, 13 de agosto de 2010

MÁRIO QUINTANA, DISSE TUDO !

Pra minha querida, Wellyn Nascimento.

"...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

NOVO FORMATO PARA O FESTIVAL

Trago ao palanque o comentário apócrifo no post Festival do quê ?

é verdade o da 13:39 tem toda a razão, mas ele poderia também indicar uma banda legal, assim como fala o post no sentido de colaborar.
Mas para dizer a verdade esse formato de festival não resgata e nem preserva a cultura local, pois não valoriza os locais tanto pelos organizadores quanto pela propria população porva disso é o comentario do 13:39 pq se ja tivessem anuciado algumas bandas de nome de belém estaria tudo legal e Festival do Açai, agora é só no nome, assim como todos os outros que existem no marajó todos eles em nada mais representam a cultura local. acredito que ja esta na hora se repensar o formato dessa festa popular

O MELHOR DA MÚSICA BRASILEIRA

E ai meu mano (a), tudo bem ? Hoje já é quinta, dia da primeira gelada ( com responsabilidade, é lógico) Hoje, saberemos mais deste cara aí...

Nei Lisboa é gaúcho de Caxias do Sul e reside em Porto Alegre desde os seis anos de idade, tendo vivido largas temporadas em outras capitais brasileiras e também nos EUA, onde concluiu o segundo grau. Mas sua ligação mais forte é mesmo com a capital gaúcha, onde mantém um público fiel, e mais especificamente o bairro Bom Fim, onde cresceu e morou por mais de vinte anos. É irmão mais jovem – entre sete – de Luiz Eurico Tejera Lisbôa, primeiro desaparecido político brasileiro cujo corpo pôde ser localizado, no final dos anos 70.

Nei tem nove discos lançados ao longo de mais de três décadas, além de dois livros: uma coletânea de crônicas e um romance, este editado no Brasil e na França. A paixão pela música popular surge na infância – aos oito anos é aluno do Liceu Musical Palestrina – e se consolida ao ingressar, em 1977, no curso (inconcluso) de Composição e Regência da UFRGS.


quarta-feira, 11 de agosto de 2010

EM SSBV A EDUCAÇÃO RECEBE ATENÇÃO ESPECIAL: EMEFM PADRE JOSÉ DE ANCHIETA TOTALMENTE REFORMADO.




CNT/SENSUS: PARA 47,1% DA POPULAÇÃO, DILMA VENCERÁ ELEIÇÃO

FABIO GRANER E ANDRÉA VIANNA - Agência Estado.
A pesquisa CNT/Sensus mostrou que 47,1% dos entrevistados acreditam que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, ganhará a eleição deste ano.
O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, explicou que a expectativa de vitória também é um elemento de decisão para os eleitores. Para 30,3%, o candidato do PSDB, José Serra, é quem vai vencer, enquanto apenas 2,2% acreditam que Marina Silva (PV) vai assumir o posto no lugar de Luiz Inácio Lula da Silva após a apuração dos votos válidos.
A pesquisa foi divulgada hoje e mostra a candidata petista com 41,6% das intenções de voto, à frente de Serra (31,6%), Marina (8,5%) e dos presidenciáveis José Maria, do PSTU (1,9%), e Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL (1,7%). Na simulação de segundo turno, Dilma ganharia com 48,3% dos votos contra 36,6% de Serra. Já contra Marina Silva, ela venceria com 55,7%, contra 23,3% da candidata do PV.
A sondagem entrevistou duas mil pessoas em cinco regiões do País, em 136 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 21.411/10 em 29 de julho.

Colaboração: Afonso Costa (por e-mail)

ENCONTRO DE BLOGUEIROS


terça-feira, 10 de agosto de 2010

FESTIVAL DO QUÊ? Parte 1

Desde a entrada do mandato popular que, sem dúvida alguma trouxe uma melhor qualidade de vida ao munícipe de SSBV, não vejo este mesmo sucesso na área cultural. Mesmo resgatando de forma brilhante as edições do Festival do Açaí, a gestão cultural do município deixa a desejar.
Não coloco aqui em xeque, a capacidade profissional dos gestores.
Faço a crítica no sentido da colaboração e do debate...
Em 2005, no retorno do festival, se detectou uma grande vontade de se resgatar o evento e , mesmo de forma adaptada (barracas,palco,banheiros), realizaram . A interferência de pessoas ligadas à rádios da capital (leia-se Pedro Santos) fizeram com que as atrações "culturais" fossem disponibizadas de forma desigual.
Até nisso existe o clientelismo em SSBV...
Pois bem, logo traremos a próx. parte.....

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA SEDIA CURSO DE LIDERANÇAS POLÍTICAS E ATORES SOCIAIS

O Ministério Público federal, a Denfesoria publica da União e a Associação dos Municipios do Marajó AMAM, convida para participar do CURSO DE CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇAS POLÍTICAS E ATORES SOCIAIS DAS ÁREAS URBANAS DO ARQUIPÉLAGO DO MARAJÓ, no marco do Plano de Desenvolvimento territorial Sustentável dessa região, que será ministrada nos dias 09,10 e 11 de agosto por consultores técnicos do instituto interamericano de cooperação para a agricultura IICA, com o apoio da Secretaria de desenvolvimento Territorial do ministerio do Desenvolvimento Agrário e da Escola Superior do Ministerio público da União.
Estiveram presentes na mobilização telma Sena e Consuelo Castro pela AMAM.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O MELHOR DA MÚSICA BRASILEIRA

A primeira quinta do mês, hoje, você conhecerá um pouco sobre um dos melhores músicos brasileiros - Toninho Horta

Toninho Horta nasceu em Belo Horizonte, em dezembro de 48. Sua mãe, Dona Geralda, crescera no interior de Minas, acompanhando o pai João Horta, que além de funcionário público da Central do Brasil era um grande maestro. Com a influência direta dele, ela começou também a tocar, e dedicou-se ao Bandolim. Em novas andanças do maestro João Horta, firmaram residência em Pirapora, onde Geralda veio a conhecer o futuro pai de Toninho, Sr. Prudente de Melo, fazendeiro e também afeito à música, em especial ao violão.
O namoro não tardou e a família recém composta instalou-se em fazenda no norte de Minas. O nascimento de Paulo foi o primeiro de uma seqüência de seis partos bem-sucedidos. A grande família estava finalmente composta: Prudente, Geralda, Paulo, Letícia, Gilda, Berenice, Antônio e Marilena.
Leia mais:

GESTORES DO SUS COM ESPERANÇA PARA O PRIMEIRO DEBATE DOS PRESIDENCIÁVEIS

Os Gestores da saúde pública estão com os dedos cruzados no dia de hoje, já que o canal de TV bandeirantes realizará o primeiro debate entre os presidenciáveis, a partir das 22:00 horas; e, muito se espera em relação à sinalização para os novos rumos da saúde.
Certamente o debate permitirá algo mais do que a morna manifestação dos principais candidatos ocorrido recentemente no Município de Gramado-RS, na participação do último congresso dos Secretários Municipais de Saúde, quando nada ou quase nada de novo foi apresentado.
Em relação aos próximos governadores, também haverá um debate na próxima semana, no dia 12, e quem sabe sejam apresentadas inovações, a exemplo do cumprimento do que já está na lei ou nas pactuações até então não cumpridas, a exemplo da ausência da prestação de contas aos conselhos estaduais de saúde nas Assembléias Legislativas na maioria dos Estados, ou a aplicação dos recursos do SUS diferentemente das preconizações da direção nacional do SUS.
Vamos aguardar!
Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de SSBV

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

EXPEDIÇÃO COMEÇA PELO MARAJÓ

Projeto Expedição VILLAS-BÔAS pelo Brasil, cuja missão é promover o desenvolvimento sustentável.
1ª fase – Terrestre/Fluvial - Ilha de Marajó - Pará
Salvaterra, Soure, Prainha, Joanes, Campina, Camara do Marajó, Cachoeira do Arari, São Pedro, Porto Alegre, Genipapo, Santa Cruz do Anau, Anajás, Afuá, Ponta de Pedras, Muana, São Sebastião de Boa Vista, Curralinho, Breves, Melgaço, Portel, Acangata, incluindo subrotas

http://expedicaovillasboas.com.br/expedicao