sexta-feira, 29 de novembro de 2013

PREVNORTE 2013 DEBATE SEGURANÇA NO TRABALHO

Começa no próximo dia 3, um dos maiores eventos de segurança no trabalho do país, o PrevNorte 2013, no Teatro Maria Sylvia Nunes. Para esta edição, o evento traz o tema “Novas Tecnologias Aplicadas à Segurança e Saúde no Trabalho”, em que serão discutidas as formas de utilização das novas tecnologias, valorização e incentivo às boas práticas de segurança e saúde do trabalho.
Dados do último levantamento feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam que, só em 2012, foram registrados 705 mil acidentes de trabalho no Brasil. O Ministério da Previdência Social indica ainda que os pagamentos de benefícios e indenizações por conta desse tipo de acidente aumentaram 40% entre 2006 e 2011.
Entre os acidentes fatais, o número também é alarmante. O mesmo estudo aponta que o Brasil ocupa a quarta colocação no ranking mundial de mortes por acidentes de trabalho, perdendo somente para China, Estados Unidos e Rússia. Em 2012, foram registrados 2.731 casos de óbito em todo o país.
“Empresas e trabalhadores precisam ter a clareza do quanto a segurança no ambiente de trabalho é importante. Imagine trabalhar em um ambiente em que um colega sofreu algum acidente, ou mesmo perdeu a vida. As perdas vão muito além da questão financeira. Cria-se toda uma comoção e, sem dúvida, é um dano irreparável”, ressalta a auditora do trabalho e coordenadora do evento, Edna Rocha.
A coordenadora ressalta ainda que essas boas práticas de segurança, quando bem compreendidas pelas pessoas, tornam-se hábitos saudáveis em todos os aspectos da vida, como no ambiente doméstico, nas ruas e no trânsito.
Segundo o tecnólogo em segurança no trabalho, Luiz Costa, as principais causas de acidentes são o excesso de velocidade, o imediatismo, a improvisação de equipamentos e as tentativas de se reduzir custos. “Ao reconhecer os riscos e saber os procedimentos é possível tornar o trabalho mais seguro e melhorar a qualidade no ambiente de trabalho”, afirma.
O PrevNorte é um evento idealizado por um grupo de pessoas de instituições privadas e governamentais com pensamentos comuns em relação à necessidade de reduzir os índices de acidentes de trabalho, entre eles está o MTE e Previdência Social. Afinal, os impactos financeiros recaem direto no bolso de todos os cidadãos.
Paralelo ao evento, acontecem o XII Simpósio de Prevenção e Atuação de CIPA: Segurança, Saúde e Meio Ambiente e a Mostra de Equipamentos e Práticas em Segurança, Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente. Serviço:
Mais informações e inscrições no site: http://www.prevnorte.com.br/

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

SANTA CASA ATENDE MAIS UM CASO DE ESCALPELAMENTO NO MARAJÓ

É estável o quadro da menina Dayane Nogueira, 6 anos, vítima de escalpelamento após acidente ocorrido no último sábado (23), em Melgaço, na Ilha do Marajó. A criança foi atendida em Belém pela Santa Casa de Misericórdia do Pará, após ser transferida de avião do Hospital Regional de Breves à capital paraense.
Dayane teve escalpelamento parcial, porém, com exposição óssea. Nesta quarta-feira (27), a menina será avaliada por uma equipe de médicos, que analisará seu quadro clínico e decidirá se ela tem condições de ser submetida a uma intervenção cirúrgica. Enquanto isso, a menina mostra-se sorridente e brinca com os profissionais de saúde da unidade hospitalar.
 Inicialmente, Dayane foi submetida a exames de raio-x, hemograma completo e tomografia do crânio. “A alta médica provavelmente ainda vai demorar, mas o importante é que a minha filha foi bem atendida por todos, passa bem e está fora de perigo”, disse a dona de casa Santina Braga Nogueira, 33 anos, mãe da menina.
 A Santa Casa é referência no atendimento a vítimas de escalpelamento. Dos nove casos registrados este ano no Estado, sete foram atendidos pelo hospital – três crianças e quatro adultos. Ano passado, doze casos foram contabilizados pelo centro materno-infantil. A estatística de escalpelamento do Estado conta com 401 casos registrados, no total.
 “Desde 2006, verificamos a necessidade de estruturarmos uma equipe integrada para atender casos de escalpelamento. A equipe de profissionais é formada por três cirurgiões plásticos, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais”, enumera a enfermeira Socorro Ruivo, coordenadora do Programa de Atendimento às Vítimas de Escalpelamento da Santa Casa. “Trata-se de um tratamento de longo prazo, que, na maioria das vezes, começa na infância e se estende até a fase adulta das vítimas”, explica.

Fonte: Agência Pará

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

OPERAÇÃO ÁGUAS SEGURAS FISCALIZA TRANSPORTE FLUVIAL NO AMAPÁ

Diariamente diversas embarcações de Afuá, Chaves, Breves, Portel e Belém,  viajam para o Amapá.
Fiscalizar o tráfego aquaviário, a regulamentação das embarcações e realizar campanha educativa de prevenção à segurança dos que utilizam barcos como meio de transporte. Estes são os objetivos da operação Águas Seguras, realizada em ação conjunta entre Marinha do Brasil, Polícia Militar do Amapá e Corpo de Bombeiros do Amapá, no Canal das Pedrinhas, Canal do Jandiá e Igarapé das Mulheres, em Macapá. A operação ocorre nos dias 25, 26 e 27 de novembro deste ano.
De acordo com a Marinha no Amapá, desde 9 de novembro, quando as fiscalizações foram intensificadas, 915 embarcações foram vistoriadas, das quais 106 foram notificadas por alguma irregularidade e 22 apreendidas nos portos de Macapá e Santana (distante oito quilômetros da capital). “Os locais escolhidos para a operação Águas Seguras demandam atenção redobrada, pois são lugares com intenso fluxo de embarcações e difícil controle. Os trabalhos visam garantir a segurança de todos, tanto da tripulação quanto dos passageiros”, disse o comandante Mário Simões.
Segundo o comandante, a condição geográfica da Amazônia e a falta de informação dos condutores são as principais dificuldades para fiscalizar. Para minimizar um dos problemas, a Capitania dos Portos do Amapá oferece curso gratuito para quem deseja tirar habilitação e pilotar de forma segura e legal pelas águas do Estado. “A intenção não é punir, mas sim conscientizar sobre a importância de transportar cargas e passageiros de maneira responsável”.
Para ajudar evitar acidentes são necessários alguns procedimentos, como respeitar o limite de passageiros, dispor de coletes salva-vidas com fácil acesso, extintores de incêndio e ter o eixo do motor da embarcação protegido. Qualquer irregularidade que possa colocar em risco à vida pode ser denunciada por meio do Disque Segurança da Navegação: 0800-280-7200 (ligação gratuita).

Fonte: Portal Amazônia

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

PORTELENSES RECEBEM UM NOVO TERMINAL HIDROVIÁRIO

Construída no governo Elquias Monteiro, a Estação Hidroviária Gov. Almir Gabriel estava há muito abandonada e sendo subutilizada.
 Ao assumir seu mandato em janeiro, o prefeito Paulo Ferreira ordenou a revitalização do espaço para a melhoria no embarque e desembarque de passageiros que diariamente utilizam o transporte hidroviário para Macapá, Belém e comunidades do próprio município.
Totalmente custeada com recursos próprios, a revitalização da Estação Hidroviária garante à população portelense um novo espaço multiutilitário.
 “Creio que no Marajó não exista prefeitura que esteja entregando obras com recursos próprios, em Portel, isto é possível, pois o povo entendeu que, pagando impostos e taxas municipais os recursos retornam em obras e serviços”, disse o prefeito Paulo Ferreira. Agora o novo terminal hidroviário disponibilizará serviços de emissão de RG (identidade) e CTPS (Carteira de Trabalho), comercialização de souvenires, e lanchonete.
As empresas de navegação que operam no trecho Portel/Belém e Portel/Macapá, também terão quiosques de venda de passagens dentro do hidroviário.
 “Em dezembro entregaremos novo mercado municipal, totalmente adaptado para a comercialização de peixe e hortifruti, gerando emprego e renda para o povo portelense”, concluiu o prefeito.

ASCOM/Portel

Fonte: Comunicação/AMAM

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

PIRATA É PRESO NO MARAJÓ

Janilson Castor de Lima, conhecido por "Maragão", acusado de assaltos a embarcações no Arquipélago do Marajó, em especial na localidade do Rio Tajapuru, no município de Breves, foi preso por policiais civis, em cumprimento a um mandado de prisão decretado pela Justiça, após ele ter participado do assalto à balsa "Porto Seguro", em 2009, juntamente com dois comparsas, apelidados de "Espalha Brasa", que permanece foragido, e "Marcinho", já preso.
A captura de Janilson foi realizada por policiais civis da Superintendência Regional das Ilhas. O acusado foi localizado na casa de um irmão, na Avenida Lourenço Borges, esquina com a Travessa Gurupá, no bairro da Cidade Nova, em Breves.
Segundo o delegado Jarson Silva, o acusado era procurado pelas Polícias Civil e Militar na região, e também por agentes da Delegacia de Polícia Fluvial. "Ele cometia os assaltos às embarcações e conseguia fugir", informou o delegado, ao ressaltar que não havia fotos do acusado para ajudar na identificação.
Janilson foi identificado por meio de relatos das características físicas feitas por testemunhas, devido, principalmente, ao corte de cabelo. Ele já está recolhido a uma unidade do Sistema Penitenciário, em Breves.

Fonte: Agência Pará de Notícias

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

SESPA APRESENTA CAMPANHA CONTRA ESCALPELAMENTO

A Secretaria de Estado e Saúde Pública (Sespa), em parceria com o Conselho Federal de Medicina e Conselho Regional de Medicina, lançou uma campanha que visa erradicar os acidentes provocados pelo eixo descoberto dos motores de barcos. Para isso, foram divulgadas peças da Campanha Nacional de Combate ao Escalpelamento em um evento que reuniu a imprensa nesta terça-feira, 5, na sede do Sindicato dos Médicos.
O projeto faz parte de uma campanha nacional, lançada em agosto, que tem como madrinha a atriz paraense Dira Paes. Ela participa de comerciais de TV e de peças de rádio para conscientizar a população sobre a importância da prevenção como melhor meio de se evitar esse tipo de acidente. A divulgação chama a atenção para as orientações de segurança quando da utilização de embarcações para deslocamentos, entre elas o cuidado, para crianças, jovens e idosas, em manter o cabelo totalmente preso e coberto com bonés ou outro acessório; o cuidado com o uso de colares e cordões e a manutenção de uma distância segura do eixo da embarcação. Além disto, a Marinha do Brasil oferece e instala gratuitamente a proteção do motor, sem multas ou punições aos próprietários ou condutores de barcos.

Continue lendo...

SAÚDE AVANÇA COM O "NOVO BAGRE"

As vésperas de inaugurar o seu hospital municipal, Bagre recebe três médicos cubanos do programa "Mais Médicos". Com isso, o município conta agora com seis médicos, cinco enfermeiros e duas dentistas em sua equipe médica. Há cinco anos essa realidade era completamente diferente, a população contava com um único médico e dois enfermeiros, não existiam dentistas em Bagre, é esse único médico passava apenas alguns dias no município.
Hospital Municipal será inaugrado em breve
Os avanços na saúde vieram junto com a implantação Novo Bagre, um programa municipal de desenvolvimento criado em 2009, um marco da gestão do prefeito Cledson Rodrigues, o Gordo. O programa organiza e operacionaliza todos os projetos, obras e serviços da prefeitura, em todas as áreas.
Em quase cinco anos de Novo Bagre, a prefeitura promoveu a reestruturação da rede municipal de saúde, construiu e ampliou os postos de saúde, na cidade e na zona rural, ampliou também, através de concurso público, o número de agentes comunitários de saúde. Diminuindo assim, os casos de doenças como a malária e a dengue. A saúde era tão precária, que em 2008, o município ganhou o noticiário de todo Brasil por um surto de febre tifoide.
A contratação de novos médicos possibilitou, junto com investimento em estrutura física, na descentralização do atendimento, sobretudo o atendimento de urgência e emergência. Hoje os postos de saúde dos bairros do Veterano e Paraíso atendem 24h, além disso, existem mais quatro postos atendendo as comunidades ribeirinhas: Balieiro, Joapi, Vista Alegre e Mocajatuba.
Para o prefeito de Bagre, Cledson Rodrigues, os investimentos em estrutura física e aquisição de equipamentos motivam os profissionais da saúde a permanecerem no município. "É de praxe no Marajó, mesmo pagando excelentes salários, os médicos não vinham pra cá, se hoje Bagre tem seis médicos, isso se deve muito a estrutura que hoje eles dispõem. Além da estrutura da saúde a própria infraestrutura que hoje o município oferece" disse o prefeito.


Fonte: Portal Bagre de  Notícias

terça-feira, 5 de novembro de 2013

SINE CADASTRA PESCADORES PARA RECEBIMENTO DO SEGURO-DEFESO

De novembro de 2013 a fevereiro de 2014, a pesca está proibida nas bacias dos rios Tocantins, Amazonas e Marajó, devido ao período de defeso. Com a proibição da pesca, os pescadores precisam se cadastrar para o recebimento de uma assistência financeira temporária. Para agilizar esse cadastramento, uma ação realizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), coordenada pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), já recebeu a documentação de quase 14 mil pescadores pelo Sine, nos primeiros 15 dias da ação, que se estenderá até fevereiro.
“O defeso é o ‘período da piracema’, de reprodução dos peixes, e os pescadores ficam impedidos de trabalhar. Para suprir as necessidades dos pescadores artesanais, o MTE disponibiliza um salário mínimo, durante os quatro meses do defeso. Mas para isso é necessário estar com o cadastro e documentos em dia”, explicou Alexandre Julião, diretor da área de Trabalho e Emprego da Seter e coordenador do Sine.

Continue lendo....

POR UMA BOA CAUSA