segunda-feira, 21 de outubro de 2013

BLOG DA RÁDIO RURAL DO MARAJÓ EXCLUI POSTAGEM QUE DENUNCIAVA PREFEITO DE SSBV

O print que acusa a exclusaõ da postagem..
Uma das vozes mais ativas em São Sebastião da Boa Vista no enfrentamento às irregularidades cometidas por gestores e legisladores da terra do "papa-manga", Afinéias Marinho, editor do Blog da Rádio Rural do Marajó, deu sinais claros que as retaliações sofridas por quem teima em colocar a "boca no trombone" em SSBV, continuam.
Após publicar denuncia feita pelo empresário Maridilsom Lisboa, amplamente repercutida nas redes sociais, Afinéias foi obrigado a excluir a postagem do blog da rádio comunitária.
Não sabemos o verdadeiro motivo, mas, concluimos que este só pode ser pelo fato de que a vice-presidente da rádio, Ataide Andrade, é esposa do secrtetário municipal Ademar Andrade,  e mãe de André Andrade, dono de uma empresa que presta serviço à prefeitura.
Esta prática até pouco tempo combatida por petistas, virou fato corriqueiro em SSBV. A tentativa de calar os meios de comunicação é prejudicial à democracia.
O blog se solidariza ao comunicador Afinéias Marinho e exige que os "homi do poder" em SSBV respeitem a liberdade de expressão

5 comentários:

  1. Maridilson Lisboa Lisboa
    há 20 horas
    Gostaria de avisar as pessoas que são leigas e que se acham donos do mundo e da leia e da ordem.que a justiça é justa e que temos deveres e obrigações! não se acusa alguém sem provas pois isso é crime !só podemos acusar alguém com provas que comprovam seu relato denuncia ou acusação.bom se fiz denuncias e acusações tenho como comprovar!agora meus queridos amigos esta sendo violado o direito de livre imprensa no municipio de são sebastião da boa vista -pa e saibam que o tempo de militarismo já passou e o direito a informação verdadeira foi conseguida por muitos politicos estudantes e naqueles que levantaram uma bandeira chamada democracia.muitos foram presos ,extraditados e desaparecidos então para esclarecer melhor a quem acha que vedará noticias verdadeiras da radio rural de boa vista -pa lembre se que o Brasil é um pais livre e democratico e o povo tem direitos a informação e dignidade.meu sincero lamento que ainda a pessoas que esquecem desses direitos e sou solidario a radio acima citada e lembrem se nossa presidenta dilma lutou para um pais melhor e democratico.maridilson lisboa "o guardião do marajó"

    ResponderExcluir
  2. FLAVIO NÃO ESQUECE DE SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA O DESTRUIDOR GETULIO BRABO QUÉ DA NOVAMENTE O MATADOURO POR 15 ANOS A UM MARCHANTE NESSE SABADO NA CAMARA MUNICIPAL DE SSBV VAMOS VER DO 9 VEREADORES QUEN VAI FICAR DO LADO POVO PEDIMOS O COMPARECIMENTO DA POPULAÇAO NESSA SEÇÃO.

    ResponderExcluir
  3. Esses descalabros praticados por esses déspotas, que na verdade deveriam está labutando em prol daqueles que os conduziram ao poder, só deixaram essa prática quando existir por aqui uma Justiça que faça justiça e quando a população não por mais para a representar homens da alcunha de que trata a matéria.

    ResponderExcluir
  4. o prato do dia foi,matadouro d ssbv q vergonha hem seus vereadores,vaõ exigir do prefeito q ele mande limpar essa cidade e não voltando a favor para darem d mão beijada o matadouro d ssbv para esse empresario q agora vai explorar os moradores,preparem-se povo boavistense q o preço da carne bovina e suina vai subir d preço

    ResponderExcluir
  5. Meus amigos de São Sebastião, esse problema não é apenas ai que acontece, mas sim em todo o Marajó. Nossa ilha continua com a política dos coronéis, onde só mudam as aparências, sendo sempre as famílias, revezando no poder , isto por, séculos. Então o que fazer, vos que estão à frente da comunicação, tentar mudar a consciência ´popular, que pra governar um município, ou ser candidato, não precisa necessariamente ter dinheiro, mas sim ser um cidadão de bem, ter caráter, ser honesto, e bem visto por todos como um exemplo. Temos muito ainda desses cidadão em nosso arquipélago, só falta trabalharmos a conveniência dos ignorantes que vendem seus votos, e são manipulados pela mídia.

    ResponderExcluir