segunda-feira, 21 de outubro de 2013

MARAJÓ BUSCA SOLUÇÃO PARA OS BAIXOS ÍNDICES DE DESENVOLVIMENTO.

 Por Celso Sabino de Oliveira

Os Prefeitos do arquipélago do Marajó foram a Brasília discutir a busca de soluções para os resultados obtidos no Atlas Brasil, no que diz respeito ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) onde, infelizmente, seis municípios paraenses (Afuá, Anajás, Portel, Bagre, Chaves e Melgaço) aparecem posicionados na faixa “muito baixo”. Todos os municípios citados fazem parte da região marajoara. Melgaço encabeçou o pior IDH do país inteiro, ainda por cima. Através do levantamento, teve-se a real noção da triste situação dessas cidades. Na reunião, os prefeitos conseguiram convencer Binho Marques (presidente do MEC) a visitar diversas das cidades mal pontuadas no índice. O objetivo é que a autoridade federal citada enxergue de perto a realidade na qual o povo ribeirinho se encontra.
Apesar da constatação nacional da frágil situação desses municípios, enxergo esse momento como uma grande oportunidade para um diálogo direto entre o Pará e os governantes do país, acerca de soluções eficazes que visem o aumento desses indicadores sociais do Marajó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário