sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

EMATER DESENVOLVE PROJETOS DE AVICULTURA E PLANTIO COM MULHERES DE PORTEL

Os aviários já estão preparados e com laudos técnicos da Emater. Serão comprados pintinhos com dupla aptidão (corte e postura)
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) se reúne neste sábado, 10, em Portel, no Marajó, com 68 mulheres de diversas comunidades, participantes da Chamada Pública de Mulheres, atendidas pela empresa por meio do programa federal Brasil sem Miséria.
 A reunião tratará da implementação dos projetos produtivos desenvolvidos pela Emater, a partir de levantamentos que identificaram a avicultura e o plantio de mandioca, com a implantação de casas de farinha, como prioritários para o desenvolvimento nas comunidades envolvidas. Algumas delas ficam até dez horas de barco distantes da cidade.
 Para as 24 mulheres que trabalharão com a avicultura, os aviários já estão preparados e com laudos técnicos, que serão emitidos pela Emater, sendo preparados para a compra dos pintinhos, que terão dupla aptidão (corte e postura). Para a construção dos aviários foi usado resíduo de madeira, adquirido nas serrarias do município, e para o comedouro e bebedouro das aves foi usado material reciclável, como garrafas pet, conforme orientação da Emater.
 No caso das mulheres que trabalharão com o plantio de mandioca, que já foi iniciado, foi desenvolvido em Sistema Agroflorestal, que usa cultura de curto, médio e longo prazo, como macaxeira, mandioca, banana, acerola, cupuaçu, andiroba e madeira de lei – que também serve para a retirada da semente. Cada mulher contemplada pelo programa recebe R$ 2,4 mil, e a primeira parcela, de R$ 1,4 mil, já foi paga. A expectativa é que, já no primeiro ano de desenvolvimento dos projetos produtivos, a renda das famílias já receba incremento de 30%.

Fonte: Agência Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário