sábado, 17 de janeiro de 2015

EX-PREFEITO DE BREVES EM PRISÃO DOMICILIAR

O santareno Gervásio Bandeira Ferreira, 65 anos, ex-prefeito de Breves por dois mandatos pelo PMDB (O primeiro mandato foi entre 1983 e 1988, e teve como vice o empresário Ivan Leão. A segunda gestão aconteceu entre 1997 e 2000, e teve como vice o empresário Doth Custódio), está em prisão domiciliar.
Gervásio Bandeira  foi condenado em 2011 a dez anos de prisão, em regime fechado, pelo desvio de R$ 408,6 mil repassados pelo Ministério da Integração Nacional em 1999, quando ele governava Breves. Após  apelar em liberdade ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília (DF) por quase 4 anos, o ex-prefeito recebeu o benefício da prisão domiciliar e já cumpre a pena em casa.
Apesar da informação ter sido negada por um dos irmãos do réu, um outro irmão, o jornalista Paulo Renato Bandeira, confirmou a prisão.
Na sentença em que condenou o gestor e 2011, o juiz federal Rubens Rollo D’Oliveira, da 3ª Vara, especializada em ações criminais, também decretou a inabilitação do condenado, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, independentemente da obrigatoriedade do ex-prefeito de repor aos cofres públicos o dinheiro desviado.
Desde janeiro de 2009, Gervásio Bandeira Ferreira ocupou o cargo de Secretário Municipal de Projetos e Convênios (SEPROCON), na gestão Xarão Leão coordenando a captação de volumosos recursos financeiros para construção de escolas, postos de saúde e obras de infraestrutura urbana no município de Breves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário