quarta-feira, 11 de maio de 2016

PARABÉNS, GETÚLIO BRABO.

Trago ao palanque comentário deixado no blog


"Parabéns prefeito, gostaria de lhe cumprimentar pelo fato de o senhor terminar o seu mandato com mais uma obra de grande relevância para o município, afinal os nossos representantes precisam de bastante conforto para poder trabalhar de 4 a 5 dias por mês, a um custo altíssimo, legislando em causa própria e contra os seus representados. Estamos torcendo para que chegue logo o mês de janeiro, para não termos mais o desprazer de tê-lo como munícipe e ficamos na torcida para que a POLÍCIA FEDERAL possa lhe fazer uma visita às 6 horas de uma manhã qualquer". 
 Abraços...

5 comentários:

  1. 7 - E em relação aos débitos não decorrentes de contribuições previdenciárias, foi criada alguma possibilidade para que possam ser parcelados?

    R - Sim. Os débitos do ente federativo com o RPPS, não decorrentes de contribuições previdenciárias e relativos a períodos até FEVEREIRO DE 2013, poderão ser parcelados em até 60 prestações mensais, iguais e sucessivas, observadas as demais condições definidas no artigo 5º-A da Portaria MPS nº 402/2008, acrescentado pela Portaria MPS nº 21/2013, na nova redação dada pela Portaria MPS nº 307/2013 admitida inclusive a possibilidade de reparcelamento. Para os débitos não decorrentes de contribuições previdenciárias, relativos a períodos até DEZEMBRO DE 2008, permanece a possibilidade de parcelamento em até 240 prestações mensais, mediante lei autorizativa e desde que observadas as demais condições do artigo 5º da Portaria MPS nº 402/2008, conforme definido em seu § 11, na nova redação dada pela Portaria MPS nº 21/2013.

    Nota: Muito importante destacar que os débitos não decorrentes de contribuições previdenciárias, posteriores a fevereiro de 2013, não poderão mais ser parcelados, uma vez que foi revogado o § 8º do artigo 5º da Portaria MPS nº 402/2008.

    Aqui reside a "Canelada" aplicada em nosso regime de previdência. Alô MP queremos o afastamento imediato do Prefeito Getúlio.

    ResponderExcluir
  2. Agora pouca gente a policia federal vai visitar, os senhores prefeitos, ex prefeito, vereadores que foram secrétarios,ai seu Del viana marinaldo irão também se explica,

    ResponderExcluir
  3. Presidente da Câmara vai ter que se explicar junto ao MP pq aprovou Projeto de lei do parcelamento. Se data limite para parcelamento era fevereiro 2013

    ResponderExcluir
  4. Site TCM Ioepa pública nova reprovação de José Maria semed. E agora José? José para onde. Agora são mais de milhões só de licitação. Enquanto isso caso Fumprev sindicato tá assim ninguém sabe ninguém viu.

    ResponderExcluir
  5. José

    E agora, José?
    A festa acabou,
    a luz apagou,
    o povo sumiu,
    a noite esfriou,
    e agora, José?
    e agora, você?
    você que é sem nome,
    que zomba dos outros,
    você que faz versos,
    que ama, protesta?
    e agora, José?

    Está sem mulher,
    está sem discurso,
    está sem carinho,...

    ResponderExcluir