domingo, 9 de dezembro de 2012

2012, O ANO MAIS MORTAL PARA PROFISSIONAIS DA MÍDIA

O ano de 2012 foi o mais mortal para jornalistas dos últimos tempos, informou Jack Mirkinson [The Huffington Post, 27/11/12]. O Instituto Internacional de Imprensa (IPI, sigla em inglês) divulgou que pelo menos 119 jornalistas foram mortos durante este ano em todo o mundo. Esse é o número mais alto de assassinatos desde que a organização começou a divulgá-los, em 1997.
O relatório foi divulgado ao mesmo tempo em que as Nações Unidas davam o alarme sobre a perseguição aos jornalistas. No dia 23/11, a Unesco realizou, em Viena, um encontro denominado “A Segurança dos Jornalistas e a Questão da Impunidade”. Irina Bokova, diretora-geral da Unesco, também disse que o número de repórteres mortos fez de 2012 “o ano mais mortal para a mídia desde que a Unesco começou a fazer levantamentos sobre o assassinato de jornalistas”.

Continue lendo...

Um comentário:

  1. Flavio,
    Cuidado com o GeGe, ele que te acertar.Hahahahaha

    ResponderExcluir