quinta-feira, 25 de agosto de 2011

MARAJÓ UNIDO !

Por e-mail (Ricardo Fialho)
Agora só faltava essa, os Separatistas nunca pisaram no Marajó, não conhecem nossa realidade e, muito menos nunca propuseram ou apoiaram políticas públicas para o desenvolvimento econômico e social dos municípios do Marajó. Mas, querem nosso apoio e votos para realizarem o sonho da elite política que domina a região Sul, Sudeste e Oeste Paraense!!! E, que ao longo do tempo e, diga-se de passagem, só contribuíram para o desenvolvimento econômico e social de suas famílias e dos mais próximos!!! Enquanto o Povo dessas regiões são sempre lembrados, muito bem lembrados...mas só em época de eleições e plebiscitos!!! E, o Pará o que ganha ou o que tem ganho com isso? A resposta é o fortalecimento das Oligarquias Políticas, a eleição de Políticos Oportunistas (Traidores do Pará) e, que nos representam muito mal nos cargos para os quais foram eleitos, tanto nos Poderes Legislativos e Executivos deste Estado, que é Rico, mas Pobre de representatividade!!! Vamos aproveitar esse plebiscito, para colocarmos essas raposas políticas separatistas no seu devido lugar ou, pelo menos cortarmos as asas dessas aves de rapina, que querem expandir seus domínios e suas oiligarquias a custa do Povo do Pará!!! Basta!!! Somos Marajoaras e, queremos o Pará UNIDO e, o Marajó FORTE!!! E, vamos levar essa luta para todos os cantos desse Marajó e, deste Estado, pois ele nos pertence e, continuará pertecendo a todos nós Paraenses!!! Saudações Marajoaras!!!


Comitê "Pará UNIDO, Marajó FORTE - Sou MARAJOARA e, digo NÃO A DIVISÃO"!!!Comitê Virtual que congrega todos aqueles que são naturais dos Municípios do Arquipélago do Marajó

6 comentários:

  1. Plebiscito: O povo não deve ser egoísta

    Com certeza, o Pará nunca mais será o mesmo. Seja qual for o resultado o Pará vai estar dividido. Melhor será se a divisão decorrer do SIM, pelo menos cada porção seguirá seu rumo, terá a chance de fazer a sua história, nas quais os governantes possam tomar decisões mais sintonizadas com as pessoas que se encontram mais próximas.

    Se o resultado for o não, aumentará o sentimento de superioridade que muitos belenenses demonstra ter com relação ao povo do interior, mocorongos,como eles costumam identificar aos demais.

    Ficará mais nítido o comportamento de colonizador que foi incorporado por essa parte da população que vê o “interiorano” com desprezo, preconceito e desdém.

    Por essas e outras questões, o Pará não será mais o mesmo.

    De minha parte, espero que o Pará fique ainda melhor, com seus governantes podendo dar a assistência que sua população merece e necessita, na medida em que fiquem mais próximos a ela, da mesma forma que espero possa acontecer o mesmo com o Estado do Tapajós e Carajás.

    Prefiro otimisticamente me inspirar nos fartos exemplos exitosos que a história nos apresenta, tanto no Brasil quanto em outras regiões do mundo.

    Grandeza não é sinônimo de tamanho.

    Há grandes pessoas com medidas modestas, há grandes países e até grandes municípios, bem menores que o Pará. Não justifica o receio de que a divisão enfraqueça, diminua. Pelo contrário, a divisão propicia crescimento.

    A divisão das células tornou possível a cada um de nós ser o que somos. A divisão é o símbolo da solidariedade.

    O seu contrário denota egoísmo.

    Pelas razões expostas, reafirmo, o Pará não será mais o mesmo após o 11 de dezembro, assim como o mundo não foi mais o mesmo após o 11 de setembro. Mas, ao contrário daquela data, que gerou destruição e morte, agora há uma nova possibilidade: esperança e nascimento.

    Somente o “SIM” carrega esta possibilidade.


    *Professor doutor da UFOPA (Universidade Federal do Oeste do Pará)

    ResponderExcluir
  2. Se você repara nesse comentário, o mesmo é um doutor da UFOFA que fica localizada em Santarém, se caso o Pará for dividido Santarém será a capital, é sem dúvida ele será um dos retores da UFOFA, camaradas o que está por trás da divisão do Pará são interesses políticos, nada mais disso, é o povo fica no meio desse faroeste de interesses.

    ResponderExcluir
  3. Por um PARÁ UNIDO E UM MARAJÓ FORTE e, sou Marajoara e DIGO NÃO DIVISÃO!!!

    ResponderExcluir
  4. Professor "doutor" Anônimo da UFOPA, egoísmo é sonhar um sonho para poucos e, cobiçar o que é de todos nós Paraenses, o Pará!!! Passe outra vez...e melhore seus argumentos!!! Esses seus Argumentos ou Tese são fajutas e, estão mais para Mãe Dinah!!! Pegue sua Bola de Cristal e vá fazer suas previsões e/ou Teses para apresentá-las o Botos, Saci Pererê, Matinta Pereira, Curupira...!!!! Tenho dito.

    ResponderExcluir
  5. Estou gostando de ver todo o Pará unido, contra o seu esquartejamento, tramado por meia duzia de politicos espertalhões. Vamos todos a luta.
    O Pará unido jamais será vencido.
    Dia 11 de dezembro 55 NELES

    ResponderExcluir
  6. "Meia dúzia" de políticos e a população daquelas regiões quase em peso...O Paraensismo não pode ser o timão deste debate...

    ResponderExcluir