sexta-feira, 25 de abril de 2014

PARÁ VETA SAÍDA DE FRUTA DE ÁREA SUJEITA A FOCO DE MOSCA DA CARAMBOLA


Medida foi tomada devido ao risco de disseminação para outros municípios do estado.

A Superintendência Federal de Agricultura no Estado do Pará decidiu proibir a saída de frutas frescas de espécies hospedeiras da mosca da carambola, produzidas no município de Curralinho e de Almeirim, onde ocorreram focos da praga em março passado, e nos demais municípios que compreendem as áreas sob quarentena.
A medida foi determinada pelo superintendente federal, Renato Cesar Navarro de Sousa, conforme Portaria 55, publicada no Diário Oficial da União desta quinta, dia 16, por causa do risco de disseminação para outros municípios do Estado do Pará e outras unidades federativas consideradas livres da ocorrência da praga.
 As áreas sob quarentena compreendem os municípios de Belém, Gurupá, Chaves, Afuá, Breves, Portel, Melgaço, Oeiras do Pará, São Sebastião da Boa Vista, Bagre, Anajás, Muaná, Vigia, Colares, São Caetano de Odivelas, Cametá, Igarapé-Miri, Mocajuba, Limoeiro do Ajuru, Barcarena, Abaetetuba, Soure, Salvaterra, Ponta de Pedras, Cachoeira do Arari e Santa Cruz do Arari.
Conforme a portaria, as empresas de transporte aéreo, terrestre, marítimo ou fluvial poderão ser responsabilizadas pelo transporte de material hospedeiro, em caso de não cumprimento da determinação. 

Fonte: Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário