segunda-feira, 20 de outubro de 2014

RAPIDINHAS - ELEIÇÕES 2014

*** A peleja eleitoral no segundo turno tem tirado o sono e o senso de alguns apoiadores de candidaturas de Helder e Jatene no Marajó. Em SSBV, por exemplo, um secretário municipal e pretenso sucessor do prefeito Getúlio Brabo, mandou mensagem aos servidores convocando-os para a campanha na intenção de reverter no município a vitória no primeiro turno do candidato peemedebista Helder Barbalho.

*** Por falar em PMDB de SSBV, a disputa entre a família Frazão (leia-se Gilda e Júnior Frazão) e o ex-vereador e candidato derrotado nas ultimas eleições municipais, Rey Silva, para o comando do PMDB boavistense, tem como fiel da balança a eleição (ou não) de Helder Barbalho... Se governador, Helder vai decidir quem mandará na legenda no município.

*** Cledson Rodrigues (Gordo), prefeito de Bagre, mostrou nas urnas que o NOVO BAGRE tá muito bem... Seus candidatos à ALEPA e Câmara federal foram muito bem votados no município. Reeleito para a legislatura 2015/2018, o Dep. Junior Ferrari teve votação expressiva.

*** Em Portel corre o burburinho que o prefeito Paulo Ferreira passou a apoiar a candidatura de Helder Barbalho. No primeiro turno, em Portel, Simão Jatene teve a maior vitória em terras marajoaras, com 67% dos votos válidos. A conferir...

*** Muaná (Murilo Guimarães) e Soure (Fernando Tobias) colocaram o "bloco na rua" a partir de hoje (20) para tentar diminuir a diferença de 25 mil votos que Helder teve a seu favor no Marajó.

*** Voltaremos na sexta-feira....

3 comentários:

  1. flavio, não consegui identificar onde esta a falta de senso nessas tuas informações, acredito que pior do que falta de senso é o teu desespero com grande possibilidade de derrota do Jatene, isso com certeza vai fazer com que o teu pão fique um pouco mais escasso, seu mercenário, há tenho sugestão para a mudança do nome desse blog em vez de ser "Marajó Noticias" deveria se chamar "Blog do Mercenário".

    ResponderExcluir
  2. Laércio Pereira apoia Helder Barbalho, 2 campeões de obras inacabadas, faz sentido.

    ResponderExcluir
  3. De puxa saxo já chega!

    ResponderExcluir