sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

COMBATE AO CRIME

Comentário deixado na caixinha do post "Piratas em alta"

**Paulo Miranda, disse...

Projeto do governo para inteligência na fronteira do país está atrasado
Instalação de pelotões estava prevista para 2010, mas ficou para 2011.
Para secretário, seria ‘irresponsável’ iniciar programa antes de finalizá-lo.
O projeto de Policiamento Especializado na Fronteira (Pefron) prevê batalhões próprios e uso de equipamentos de última geração, como binóculos com câmera, aviões anfíbios e helicópteros tripulados e não-tripulados. É prevista a atuação de policiais civis, militares e peritos criminais, que serão treinados pela Polícia Federal e Força Nacional de Segurança.
Antes tarde do que nunca. a Ilha do Marajó especificamente anseia por este programa.A primeira unidade do Pefron será no Estreito de Breves, na cidade de Breves (PA). De acordo com o governo do Pará, a base está pronta, mas, como será na beira do Rio, é preciso preparar o terreno antes da colocação dos contêineres para que a terra não ceda. A assessoria de imprensa informou que houve atraso nas licitações para compra de equipamentos, fabricados fora do Brasil. Disse ainda que há previsão de que, nos primeiros meses de 2011, os equipamentos vindos do governo federal comecem a chegar no estado. Dois helicópteros para monitoramento foram comprados pelo estado e devem ser usados no Pefron.


** O autor é editor e fundador do site www.vozdomarajo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário