quarta-feira, 23 de novembro de 2016

PORTEL E MELGAÇO: OLIMPÍADAS DA FLORESTA DE CAXIUANÃ - UMA MARATONA DE CIÊNCIA, ARTE E EDUCAÇÃO

A VIII edição do projeto educativo do Museu Goeldi inicia hoje alterando a rotina da Estação Científica Ferreira Penna da sesquicentenária instituição. Até o dia 28 o que vai predominar na base avançada do Goeldi na Flona de Caxiuanã é a vibração de 120 estudantes de escolas rurais. Neste ano, essa juventude estará recebendo e trocando informações com uma delegação de estudantes americanos e de jovens artistas de Marabá.
Bem cedinho, na manhã dessa quarta-feira (23), barcos de dezenas de comunidades de Portel e Melgaço aportaram no trapiche da Estação Científica Ferreira Penna (ECFPn), na Floresta Nacional (Flona) de Caxiuanã, localizada na divisa entre os dois municípios marajoaras. Dentro deles, saem 120 estudantes do ensino fundamental, rumo a uma maratona de ciência, arte e educação, que saúdam festivamente com um canto de chegada. É o começo de mais uma Olimpíada de Ciência da Floresta Nacional de Caxiuanã, que turbilhona até o dia 28 o cotidiano da base do Museu Goeldi. As Olimpíadas de Caxiuanã fazem parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.
Coordenado pela educadora Socorro Andrade e realizado pelo Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), com a parceria das Prefeituras dos municípios de Portel e Melgaço, as Olimpíadas é um projeto de divulgação científica e inclusão social, que chega ao seu oitavo ano com novidades: os participantes terão contato com pessoas, histórias e culturas de diferentes regiões do estado do Pará e países (Brasil e Estados Unidos) cuja vida está conectada a rios e baias.

Continue lendo....

Fonte: Agência Museu Goeldi

Nenhum comentário:

Postar um comentário