quinta-feira, 18 de outubro de 2012

MARAJÓ VAI PRODUZIR HORTALIÇAS

Xarão Leão (BREVES), Paulo Ferreira (PORTEL), Hidegardo Nunes (SAGRI) assinam convênio
Um convênio entre a Igreja Católica, Sagri e apoio das prefeituras do Marajó vai promover o incentivo de produção de hortaliças primeiramente nos municípios de Portel, Breves, Melgaço, Soure e Salvaterra.
Essa costura foi definida na tarde de ontem, 17, entre o titular da Sagri, Hildegardo Nunes, o representante da prelazia de Breves, Frei Manoel Santana, dos prefeitos de Breves e Portel, Xarão Leão (reeleito) e Paulo Ferreira (eleito), respectivamente e dos técnicos Hermes Rodrigues, representando a Associação dos municípios do Arquipélago e Iza Cristiane, responsável pela implantação do projeto.
 O Marajó não produz quase nada de hortaliças e esse projeto pretende reverter essa situação com a produção de couve, alface, cheiro verde, salsa, cebolinha dentre outras."
Atualmente toda essa produção vem de Belém mas o Marajó pode e deve produzir esses alimentos dando emprego e renda à população do interior, onde os programas devem ser instalados ", alegra-se o frei Manoel Santana. O programa deve ser acelerado a partir do próximo ano com aporte de recursos de 60 mil reais do Sagri para os municípios através da prelazia, que vai gerir o programa com apoio técnico e coordenação de Iza Cristina e do pessoal da secretaria. Hildegardo sugeriu que a população plante jerimum que é nutritivo, tem grande produção sem exigir muita técnica nem cuidados e mercado garantido.
 Os prefeitos Xarão Leão e Paulo Ferreira devem dar apoio integral ao programa e contribuir com equipamentos e materiais necessários para a implantação dos canteiros e no processo de comercialização.

Fonte: AMAM

Nenhum comentário:

Postar um comentário