quarta-feira, 29 de maio de 2013

AÇÃO JUDICIAL EXIGE NOMEAÇÃO DE DELEGADO DE BAGRE

O Ministério Público ingressou na Justiça com uma ação civil pública para obrigar o governo do Estado a designar um delegado da Polícia Civil para o município de Bagre que, há cinco anos, está sem o representante da segurança pública no município. “Assim que tivermos um delegado a prefeitura disponibilizará casa, alimentação e o que mais for necessário para que esse profissional possa permanecer na cidade e desenvolver seu trabalho. O juiz da comarca antecipou que analisará a causa com a maior celeridade possível”, garantiu o prefeito de Bagre Cledson Rodrigues durante uma audiência pública realizada na semana passada no município que discutiu a segurança pública na região no salão paroquial da cidade e que contou com a participação de representantes da área de segurança pública, Ministério Público, Judiciário e sociedade civil organizada.
 Ele decidiu ainda que a prefeitura não aguardará mais a reforma do prédio da delegacia pelo Estado, que prometeu a obra mas jamais cumpriu. “Apesar de não ser de nossa competência, nos comprometemos a iniciar imediatamente a reforma da delegacia para que a polícia possa trabalhar adequadamente”, disse o prefeito. A administração municipal também colocou em funcionamento o sistema on-line da Policia Civil que estava inoperante por falta de Internet, passando a ser possível a realização dos registros e ocorrências pela comunidade e possibilitando que realidade da segurança pública em Bagre conste nas estatísticas do Governo Estadual.
 Foi pactuado ainda com as Polícias Civil e Militar a realização, até o final deste primeiro semestre, uma força tarefa visando combater a criminalidade em geral, especialmente o tráfico de drogas. Entre os dias 01 a 30 de junho iniciará nas escolas municipais uma Campanha Educativa objetivando a prevenção no uso de drogas, bem como o combate e prevenção do trabalho e da prostituição infanto-juvenil, sob a organização das Secretarias Municipais de Educação, da Assistência Social e da Juventude. “Vamos propor ainda convênios com as Igrejas Evangélicas e Católica para projetos em prevenção e tratamento dos usuários de droga no município”, antecipa o prefeito. Juntamente com a Polícia Civil Cledson Rodrigues também se comprometeu a criar até o final deste primeiro semestre o Conselho Municipal de Segurança Pública e, até o final deste primeiro semestre, a Guarda Municipal.
 Após a falência da Rede Celpa e sua aquisição pelo grupo Equatorial, a companhia de energia não repassou mais para Bagre a os recursos de iluminação pública, o que já soma algo em torno de R$ 150.000,00. “A concessionária garantiu que fará o repasse do valor para a prefeitura em breve, mas não precisou data. Só com o recurso poderemos fazer a iluminação pública na cidade, reforçando a segurança pública”, coloca o prefeito.

Fonte:
(Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário