quarta-feira, 28 de agosto de 2013

SEPAQ DOARÁ ALEVINOS PARA INCENTIVAR A PISCICULTURA EM SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA

Orientação técnica e doação de alevinos são duas ações que o governo do Estado, por meio da Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepaq), realizará no município de São Sebastião da Boa Vista, no Arquipélago do Marajó, para incentivar a piscicultura. As medidas foram anunciadas pelo secretário adjunto da Sepaq, Edinaldo Vieira Ramos, ao secretário Municipal de Pesca de São Sebastião da Boa Vista, Eraldo Magno, em reunião realizada nesta terça-feira (27), na sede da Secretaria, em Belém.
 Eraldo Magno solicitou à direção da Sepaq apoio para o desenvolvimento da piscicultura no município, com doação de alevinos e visitas técnicas, para beneficiar mais de 5 mil pescadores artesanais. O incentivo à piscicultura seria, segundo o secretário municipal, uma alternativa de geração de renda para as famílias de pescadores no período do defeso, quando a pesca é proibida.
 O secretário informou que 80 famílias já estão cadastradas para trabalhar com criação de peixe em cativeiro. Quarenta poços já foram escavados, mas ainda não foram usados. “Precisamos capacitar essas pessoas, para que comecem a produzir pescado”, disse Eraldo Magno.
 O adjunto da Sepaq garantiu o envio de um técnico da Secretaria ao município, para que possa orientar os produtores sobre a piscicultura, e disse que em um mês serão doados 10 mil alevinos. “Vamos atender ao pedido dos pescadores da região, fazendo o possível para ajudar no desenvolvimento da piscicultura no município”, afirmou Edinaldo Vieira Ramos.

Fonte: Agência Pará de Notícias

4 comentários:

  1. será mesmo que o governo do Estado vai implementar a doação dos 10 mil alevinos e auxiliar os pescadores com técnicos para a criação dos mesmos ou vai ficar como a situação da água que o governo federal liberou o recuso total através da FUNASA desde 2011 e até os dias atuais não fez nada, não passa de trocarem placas e mais placas. vamos pedir que isso aconteça rezemos ao Senhor.

    ResponderExcluir
  2. so deus para salvar o povo de boa vista, placas e promessas são feitas regularmente, aposto que o prefeito vai querer contratar tecnicos em aquicultura de outro lugar mas aqui em boa vista tem muitos tecnicos viu e formado

    ResponderExcluir
  3. O potencial hídrico do município é totalmente favorável a prática da piscicultura, principalmente em tanque rede, esperamos que realmente se torne uma realidade as promessas do Secretário adjunto da SEPAQ e, realmente os pescadores sejam beneficiados, para que, haja um desenvolvimento sustentável do setor. Está de parabéns o Secretário Municipal por seu esforço e atitude em busca de recursos e incentivos para o setor do qual ele é responsável, o mesmo deveriam fazer outros secretários municipais que não fazem e não contribuem em absolutamente nada (Esportes, Cultura, Produção, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente) para o desenvolvimento do município. Aliás, não entendo porque o gestor municipal ainda mantém esses secretários que não tem uma iniciativa que seja para ajudá-lo na administração municipal. Talvez eles sigam o exemplo do Prefeito que só vive em Belém e esqueceu o município.

    ResponderExcluir
  4. Engº de Pesca Júnior Terra

    Estou responsável pelo planejamento e organização das ações que serão desenvolvidas em SSBV. Aproveito o espaço do Blog para divulgar e convidar o atores/trabalhadores do setor pesqueiro e aquícola de Boa Vista para participar efetivamente do plano municipal de desenvolvimento da pesca. Pois só assim teremos algo palpável para cobrarmos do Gov. Municipal, Estadual e Federal. Nossas idéias, com base nos debates da pesca.
    Item 1. Elaboração do Diagnóstico Situacional (base para elaboração de projetos, saber produção pesqueira, número de piscicultores, quais especies...);
    Item 2. Elaboração do Plano Municipal de Desenvolvimento Sustentável da Pesca e da Aquicultura de SSBV (Planejamento estratégico, projetos de pesca, educação ambiental, projetos aquícolas/piscicultura, fontes de recurso, captação orçamentária e demais).

    O nome disto é arrumar a casa, para posterior aspirações de crescimento produtivo e sustentado. O apoio da população, políticos e prefeitura é fundamental para o sucesso das atividades.

    A Secretário de Pesca André Pontes e o Adjunto Edinaldo Ramos estão empenhados e em fase de fechamento da agenda de trabalho. Pois, não adianta apenas doar os alevinos, a SEPAQ, primeiramente enviará um técnico para visitar os piscicultores, avaliar potencial e propor melhorias, após isto, doação do alevino e orientação para compra de ração mais barata. Curso de capacitação e organização associativa são fundamentais fazem parte do pacote.

    Espero ter esclarecido sobre o andamento dos trabalhos, sei como anda o povo no marajó, "cansado de promessas". Ressalto, não estamos vendendo ilusão, estamos fazendo o que é missão da SEPAq (nossa função como orgão público). Estou à disposição para mais esclarecimentos e informações.

    Email: jrterrapesca@yahoo.com.br

    ResponderExcluir