segunda-feira, 30 de setembro de 2013

APOLOGIA À INCOMPETÊNCIA NAS GESTÕES MUNICIPAIS PARAENSES.

Extraído do Blog Reflexões e Provocações, do Professor Henrique Marinho Branco

Ao ler o jornal O Liberal deste domingo (29/09/13) me deparei com a manchete que tratava sobre as gestões municipais paraenses. A matéria chamava atenção para um dado preocupante: 91% das prefeituras paraenses gerenciam muito mal seus municípios.
O Pará conta atualmente com 144 municípios com a recente emancipação de Mojuí dos Campos, área que pertencia a Santarém, tornando-se o mais novo município paraense. Ou seja, mais de 120 deles tem má gestão. Um dado alarmante, preocupante, liga o sinal de alerta ao nosso desenvolvimento regional.
Uma má gestão municipal trava não só os limites territoriais do município, mas também o seu entorno, ocasionando um atraso regional. Imaginem 91%, em todas as regiões paraenses.
No Marajó, por exemplo, temos 16 prefeituras, raras exceções de desempenho satisfatório ou o reconhecimento de uma boa gestão. Não por acaso, que no arquipélago marajoara temos os piores IDH-M do Brasil. Melgaço lidera o triste ranking nacional.

Continue lendo...

NOTA DO BLOG

Este é um dos entraves para o desenvolvimento de municípios marajoaras. Tem  municipio no Marajó que o secretariado é escolhido por critério familiar ou partidário, ignorando-se a competência do ocupante do cargo. O caso é tão grave, que tem secretário de meio ambiente que é técnico em telefonia celular, e de assistencia social que desconhece LOAS e SUAS...
Assim a "santa chora"...Valei-me, Nazica

Nenhum comentário:

Postar um comentário