sexta-feira, 20 de setembro de 2013

SEMA/Pa AUTUA EMPRESAS MADEREIRAS NO MARAJÓ

 Madereiras de Anajás, Breves e Portel foram autuadas.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) bloqueou e autuou a empresa Tecniflora Ltda, estabelecida em Anajás, região do Marajó, e interditou seu Plano de Manejo florestal pelo comércio e utilização de 151.819,33 metros cúbicos de madeira ilegal, advindos de áreas não autorizadas. Outras 54 empresas, de vários municípios paraenses, envolvidas na aquisição dos créditos, foram também autuadas e bloqueadas.
“Este crime ambiental é conhecido por ‘esquentamento de madeira’, que é quando uma empresa utiliza créditos florestais de uma área de manejo florestal autorizada para ‘acobertar’ madeira explorada ilegalmente de outro local, geralmente áreas de florestas exploradas sem autorização ou de desmatamento ilegais”, esclarece o titular da Sema, José Alberto Colares.
A Tecniflora, empresa que teve Plano de Manejo Florestal aprovado pela Sema e obteve uma autorização de exploração florestal com créditos de madeira, começou a ser investigada quando a Diretoria de Fiscalização da Secretaria identificou indícios de uso irregular de créditos florestais.

Continue lendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário