segunda-feira, 31 de maio de 2010

CULTURA EM SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA

Anos e anos de andanças pelo marajó me fizeram crer que as coisas deram um salto qualitativo em algumas áreas. Porém, no âmbito cultural pouco se vê. O atual governo do estado realizou um circuito cultural em 2008, em foi só. Ação de cima pra baixo, enfiado goela abaixo deste povo. Governos municipais totalmente endividados e mal administrados, não dão atenção devida ao desenvolvimento sociocultural de seu munícipe.
São Sebastião da Boa Vista não é excessão. O resgate do festival do Açaí proporcionado pelo Mandato Popular, trouxe uma nova expectativa.
Mas, perguntar não ofende:
- Um município que tem como suas principais manifestações culturais as duas festas anuais (festival e a do padroeiro), pode desenvolver socioculturalmente seu povo?
Taí uma ação que eu gostaria que o novo governo municpal se empenhasse.
Com a palavra a gestão cultural do município.

3 comentários:

  1. QUE CULTURA É ESSA, SE O MAIOR SIMBOLO DA CULTURA BOAVISTENSE ELES ACABARAM, QUE É O FESTIVAL DO BOI, O ARTEMAR É SÓ NA HISTÓRIA, ENTÃO PARABÉNS ADMINISTRADORES BOAVISTENSE, POR DEIXAREM ACABAR COM A NOSSA CULTURA.

    ResponderExcluir
  2. Em São Sebastião da Boa Vista, antes do Governo Laércio, carnaval, festa junina, festival do açaí, não existiam mais.
    Eu acho engraçado as pessoas criticarem um governo que resgatou todas as festas populares.
    Qualquer boavistense sabe que foi Laércio que retomou esses eventos.
    Carnaval antes se resumia no bloco das Biquitas e Num pode Piribi q com todo esforço saiam para brincar por sua conta própria. Agora existem diversos blocos organizados e apoiados pelo governo municipal, com uma infra-estrutura de palco, bandas, som e até caminhão para puxar os blocos e ajuda para pagar os abadás.
    Festa junina, tinha acabado, foi o governo do Laércio que retomou, incentivou e apoio e muitas vezes BANCOU as quadrilhas em São Sebastião.
    Festival do Açaí, nos 2 últimos anos do governo da VIVI não foi realizado, Laércio retomou também esse evento que agora é considerado um dos melhores do Marajó, com programação o dia inteiro e não só a noite como nos outros municipios, além de ser entrada franca.
    Aniversário do Municipio, nem era lembrado por outros administradores, Laércio comemorou todos os anos o aniversário de nosso municipio.
    Reiveillon, não se via ninguém na rua na virada do ano, era uma tristreza só, Laércio implantou reivellon na praça, com banda e fogos de artificio.
    Mas como sabemos que cultura não é só festa, Laércio conseguiu o 1º Cine Mais Cultura implantado no Brasil, a aquisição 2 mil livros para biblioteca pública, doou todos os equipamentos musicais para as bandas dos Bois Malhadinho e Estrela D'alva, realizou diversas oficinas em parceria com o Curro Velho, desenvolveu o projeto de artesanato com o grupo de artesãos da Ilha de Chaves, além de implantar o ARTE A VISTA que forma jovens e adolescentes em Música, dança e informática. Elaborou e articulou junto ao Banco Real o Projeto Transformar que desenvolve atividades culturais na ARES, mas que é coordenado pela secretaria Municipal de Assistência social.
    Ufa! ainda tem gente que fala ele não fez nada.
    Ele fez isso e muito mais pela cultura boavistense.
    Quem não sabe tem procurar se informar mais.

    ResponderExcluir
  3. se ele fez td isso porque abandonaram o boi-bumbá que era uma festa linda e trazida mts turistas pra a cidade de SSBV, em relação aos instrumentos musicais parabéns mas isso não adianta!
    a gestão passa o minimo que se dava para os bois fazerem uma disputa era 20,000,00 (vinte mil reais)e agora com essa gestão nem se falou em boi-bumbá na quadra junina, será que é porque foi uma invenção do Juarez? por isso não querem apoiar?

    ResponderExcluir