domingo, 2 de outubro de 2011

ESCLARECENDO...

Após ter sido postado no blog marajo noticias o texto sobre POLITICAS PÚBLICAS PRO JOVEM BOAVISTENSE ---> http://marajonoticias.blogspot.com/2011/09/politicas-publicas-pro-jove-boavistense.html eu fui muito questionado a respeito do que são politicas publicas e quais os programas que foram implantados em nosso municipio (SSBV). Então deixo aqui o significado.
"Política pública" é definida aqui como o conjunto de ações desencadeadas pelo Estado, no caso brasileiro, nas escalas federal, estadual e municipal, com vistas ao bem coletivo. Elas podem ser desenvolvidas em parcerias com organizações não governamentais e, como se verifica mais recentemente, com a iniciativa privada.
Como dizia (Willian Arthur Ward) "As oportunidades são como o nascer do sol. Se você esperar demais, vai perdê-las." Aproveito o espaço para dar continuidade a respeito do assunto.
"Nem sempre podemos construir o futuro para nossa juventude, mas podemos construir nossa juventude para o futuro." (Franklin Roosevel)
E isso só será possível se nossos políticos hoje estabelecerem politicas públicas continuadas que tenham começo meio e fim. Quem não se lembra dos projetos que o governo federal lançou e foi acolhido em nossa cidade? Vou citar aqui os principais e você amigo leitor vai tirar suas próprias conclusões a respeito deles e quantos foram implantados em nosso município.

- Projeto Agente Jovem ,
- Programa Bolsa-Atleta ,
- Programa Brasil Alfabetizado
- Programa Escola Aberta ,
- Programa Escola de Fábrica ,
- Programa de Melhoria e Expansão do Ensino Médio (Promed),
- Programa Juventude e Meio Ambiente ,
- Programa Nossa Primeira Terra ,
- Programa Cultura Viva,
- Programa de Integração de Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja).
- Programa Nacional de Estímulo ao Primeiro Emprego (PNPE) ,
- Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) ,
- Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio (PNLEM) ,
- Projeto Rondon ,
- Programa Pronaf Jovem ,
- Programa Universidade para Todos (ProUni) ,
- Programa Saberes da Terra ,
- Programa Segundo Tempo ,
- Projeto Soldado Cidadão ,

Alguns ainda resistem ao tempo outros nunca mais se ouviu falar em SSBV.

Meu objetivo quando escrevo a respeito desse assunto não é criticar politico A ou B, muito menos buscar publicidade em meu beneficio, e sim, despertar e tentar incentivar a nossa juventude a respeito dos assuntos que lhes interessam e precisam saber. Acredito na juventude. A juventude precisa entender o porquê, ter o conhecimento do que realmente é necessário, saber o que é, para poder questionar criticar ou elogiar. Lembra da frase de Franklin Roosevel no inicio do texto? é o que precimos entender e colocar cada vez mais em pratica, precisamos formar cidadãos conscientes de seu papel.

Abaixo um resumo de cada programa de politicas publicas para a juventude:

O Projeto Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano é uma ação continuada de assistência social destinada a jovens de 15 a 17 anos.
O "Agente Jovem" visa o desenvolvimento pessoal, social e comunitário e proporciona, no horário contrário ao turno escolar, capacitação teórica e prática, por meio de atividades que não configuram trabalho, mas que possibilitam a permanência do jovem no sistema de ensino, preparandoo para futuras inserções no mercado. Os jovens recebem uma bolsa de R$ 65 mensais durante os 12 meses

O Programa Bolsa-Atleta tem como objetivo garantir apoio financeiro aos atletas com mais de 12 anos, que não contam com o patrocínio da iniciativa privada e que já começaram a mostrar seu alto potencial em competições nacionais e internacionais. O Programa permite que o atleta
treine sem precisar abandonar os estudos ou o esporte para ajudar no sustento da família.
O benefício é dividido em quatro categorias: Estudantil, Internacional, Nacional e Olímpica/Paraolímpica
O Programa Brasil Alfabetizado tem por objetivo promover a alfabetização dos brasileiros com mais de 15 anos que não tiveram a oportunidade de estudar

O Programa Escola Aberta amplia as oportunidades de acesso a atividades educativas, culturais, de lazer e de geração de renda por meio da abertura das escolas públicas de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental e do Ensino Médio nos fins de semana. As atividades são voltadas a toda a comunidade, e os jovens são os principais beneficiários do Programa.
Uma parceria entre os Ministérios da Educação e do Trabalho e Emprego permite o pagamento de uma ajuda mensal de R$ 150 aos jovens que ministram as oficinas.

O Programa Escola de Fábrica possibilita a inclusão de jovens de 16 a 24 anos no mercado de trabalho por meio de cursos de iniciação profissional oferecidos no próprio ambiente das empresas. O Programa tem como finalidade estimular o ingresso e a permanência dos jovens na educação básica regular e envolver o setor produtivo na formação desses jovens

O Programa de Melhoria e Expansão do Ensino Médio (Promed) tem a finalidade de melhorar a qualidade e a eficiência do Ensino Médio e de ampliar a capacidade de atendimento em todo o país. O Programa está estruturado em dois subprogramas: Projetos de Investimento das Unidades Federadas e Políticas e Programas Nacionais.

O Programa Juventude e Meio Ambiente é coordenado pelos Ministérios da Educação e do Meio Ambiente e busca incentivar o debate sobre o tema entre os jovens. Com foco em políticas públicas ambientais, o Programa visa ampliar a formação de lideranças ambientalistas e
fortalecer os coletivos jovens de meio ambiente nos estados e na Rede da Juventude pelo meio ambiente.

Nossa Primeira Terra é uma linha de financiamento do Programa Nacional de Crédito Fundiário, voltada para jovens rurais e destinada à aquisição de imóveis e investimentos em infra-estrutura básica. Podem participar jovens sem terra, filhos de agricultores familiares e
estudantes de escolas agrotécnicas, na faixa etária de 18 a 28 anos, que queiram permanecer no meio rural e investir na propriedade.

O Programa Cultura Viva foi criado em 2004 com o objetivo de potencializar iniciativas culturais já existentes e que reconheçam a cultura popular brasileira em toda sua diversidade.

O Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) foi criado em 2005 para ampliar a oferta de vagas nos cursos de educação profissional a trabalhadores que não tiveram acesso ao Ensino Médio na idade regular.
O Programa é direcionado a jovens e adultos que já concluíram o Ensino Fundamental e tenham, no mínimo, 21 anos de idade.
São oferecidos cursos de formação inicial e continuada, com carga horária máxima de 1.600 horas, das quais 1.200 consistem em formação geral, integrada ao ensino de 5a a 8a séries.

O Programa Nacional de Estímulo ao Primeiro Emprego (PNPE) foi criado em 2003 com o objetivo de reforçar a qualificação socioprofissional para assegurar a inclusão social e a inserção do jovem no mercado de trabalho. O PNPE atende jovens de 16 a 24 anos, desempregados e integrantes de famílias com renda mensal per capita de até meio salário
mínimo. Pessoas com deficiência, mulheres, afrodescendentes, indígenas e ex-presidiários têm prioridade no atendimento.

O Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) é destinado aos jovens de 18 a 24 anos, que não têm carteira profissional assinada e que terminaram a 4a série, mas não concluíram a 8a série do Ensino Fundamental. O curso proporciona aos jovens a conclusão do Ensino Fundamental, o aprendizado de uma profissão e o desenvolvimento de ações comunitárias. O Governo Federal ampliou a distribuição de livros didáticos de português e matemática para os alunos do Ensino Médio com a criação, em 2004, do Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio (PNLEM). A distribuição de livros didáticos era feita apenas para os estudantes do Ensino Fundamental.

O Pronaf Jovem é uma linha de financiamento do Programa Nacional da
Agricultura Familiar especialmente criada para os filhos dos agricultores
familiares. O Programa contempla jovens de 16 a 25 anos

O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas para os estudantes brasileiros de baixa renda saberes da terra Dar oportunidade de escolarização para jovens e adultos agricultores
familiares é o objetivo do Saberes da Terra, um programa nacional de educação que busca fortalecer e ampliar o acesso e a permanência dos agricultores familiares no sistema formal de ensino. O Programa oferece oportunidades de elevação de escolaridade, qualificação social e profissional e o desenvolvimento de solidariedade e da cidadania.

O Programa Segundo Tempo é uma iniciativa do Ministério do Esporte para democratizar o acesso à prática esportiva no turno oposto ao da escola. Pelo Programa, crianças e adolescentes da rede pública de ensino têm acesso à prática esportiva, complemento alimentar, reforço escolar e ao material esportivo.

O Projeto Soldado Cidadão foi criado em agosto de 2004 com o objetivo de preparar os jovens egressos do serviço militar para o mercado de trabalho. A maioria dos militares que integram o Programa tem perfil sócioeconômico carente. Por meio do Programa esses jovens passam a ter a oportunidade de aprender várias profissões nas áreas de telecomunicações, automobilística, alimentícia, construção civil, artes gráficas, têxtil, eletricidade, comércio, comunicações, informática, entre outras.

J heidecker

Nenhum comentário:

Postar um comentário