domingo, 23 de outubro de 2011

O MELHOR DA MÚSICA BRASILEIRA

Sumanos, voltamos após duas semanas sem postagens desta série.. Conheces este cabôco aí ? Então espia...


Euclides Vital Porto Lima (Belém do Pará, 23 de julho de 1955)
Vital Lima nasceu em Belém do Pará onde, em 1974, foi uma das revelações do 1º Festival de Música e Poesia Universitária ao lado da então iniciante Fafá de Belém, que interpretava uma de suas músicas. No júri do Festival estava o poeta Hermínio Bello de Carvalho que, dentre as canções do compositor seleciona uma, Rock'n Roll, para o repertório do show "Te Pego Pela Palavra" estrelado por Marlene, no Rio de Janeiro, e que acabaria por se tornar seu primeiro trabalho registrado em disco.

Transferindo residência para o Rio, onde concluiu o curso de Filosofia (UFRJ), Vital faz músicas com Hermínio que acabariam sendo a base do repertório do LP "PASTORES DA NOITE", lançado em 1978 e cuja música título viria a ser um dos temas da novela "Memórias de Amor" da Rede Globo de Televisão, bastante executada pelas rádios em todo o Brasil.
Nos anos seguintes Vital Lima percorre várias capitais brasileiras como participante do Projeto Pixinguinha, ao lado de artistas como Carmélia Alves, Antonio Adolfo, Fafá de Belém e Belchior. Mais tarde divide o palco do projeto "Seis e Meia" com Emílio Santiago. Em 1980 grava o LP "CHEGANÇAS" e sua música "Arisco" é classificada para o Festival MPB-80 da Rede Globo. Participa da gravação da música "Tal Qual Eu Sou"(Vital Lima/H. B. de Carvalho), interpretada por Lucinha Araújo e que viria a ser tema da novela "Sol de Verão" da Rede Globo, em 1983. Com Neila Tavares apresenta um quadro fixo no programa da TV Educativa "Lira do Povo".
Convidado por Antonio Adolfo grava as faixas "Forrobodó" e "Abre Alas" (C/ Nilson Chaves), para o LP em homenagem a Chiquinha Gonzaga. Com Nilson Chaves realiza vários shows em cidades brasileiras que acabam motivando o convite da gravadora VISOM para a gravação do LP "INTERIOR", em 1986, que se tornaria um grande sucesso da dupla no norte do país.
Em 1990 grava o LP "VITAL", registrando suas novas composições em lançamento do selo "Outrosbrasis".
Em 1992 divide com Nilson Chaves a concepção e interpretação da obra do internacionalmente consagrado compositor amazônico Waldemar Henrique no LP "WALDEMAR" que, relançado comercialmente em CD em 1994, foi considerado um dos 10 melhores lançamentos do ano pela crítica do jornal "O Globo" do Rio de Janeiro.
Em 1997 produz com a gravadora Outrosbrasis o CD "CHÃO DO CAMINHO", coletânea remasterizada de seus trabalhos lançados em vinil. O Cd traz também duas gravações inéditas do compositor: a faixa título e "Leopardo", anteriormente gravada por Marisa Gata Mansa.
Em 2005, com o apoio da Lei Semear, Amazônia Celular e Banco da Amazônia, lança o CD "DAS COISAS SIMPLES DA VIDA", com boa acolhida da crítica. Ao mesmo tempo é relançado o seu primeiro trabalho em disco, PASTORES DA NOITE, pela gravadora Biscoito Fino, dentro das comemorações dos 70 anos do poeta, e parceiro musical de Vital, Hermínio Bello de Carvalho.
Em fev/2009, Vital Lima e Nilson Chaves fazem o show "SINA DE CIGANOS", no teatro Margarida Schivazappa (Belém - PA), gravado para ser lançado em DVD, com as canções mais expressivas de seus trinta anos de parceria. O DVD estará disponível em jan/2010.
Vital, além de seus próprios discos, tem músicas gravadas por Marlene, Simone, Fafá de Belém , Elizeth Cardoso, Alaíde Costa, Leila Pinheiro, Admilde Fonseca, Wanderléa, Emílio Santiago, Marisa Gata Mansa, Zé Renato, Lucinha Araújo, Simone Almeida, Pe. Fabio de Melo e Zeca do Trombone, entre outros.
Vital também compõe para peças de teatro, destacando-se as trilhas das peças 'O CÂNDIDO CHICO XAVIER" (encenada pela Cia do Caminho em temporadas no Rio de Janeiro e São Paulo e excursões por várias cidades brasileiras) e de "BONEQUINHA DE PANO", de Ziraldo, estrelada por Zezé Fassina, sobre letras de Jamil Damous e do próprio Ziraldo. Por "BONEQUINHA DE PANO", Vital e Jamil Damous receberam o prêmio "Maria Clara Machado" de Melhor canção/Trilha de Teatro Infantil de 2003. O prêmio é da Prefeitura do Rio de Janeiro. A dupla de compositores também é responsável por parte da trilha de "O PLANETA LILÁS", peça também baseada no livro homônimo de Ziraldo, que estreou no Rio de Janeiro em Outubro de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário