quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

ALUNOS DA REDE ESTADUAL DE SSBV ESTÃO SEM TRANSPORTE ESCOLAR

Sem transporte gratuito, o jeito é fazer coleta pra comprar combústível
Em meio a tanta violência que o município de São Sebastião da Boa Vista, no Marajó, vem passando nos últimos dias, o povo tem mais motivos pra continuar perplexo.
Segundo o professor Andrey Muller, da tradicional Escola João XXIII, alunos matriculados no ensino médio e que moram na zona rural estão sendo obrigados a tirar dinheiro do próprio bolso para deslocar até a sede do município.
"Os governos municipal e estadual brigam entre si e prejudicam mais de 600 alunos (famílias) e deixa fora da escola aqueles que não puderam iniciar seus estudos, por falta de condições financeiras. Além disso, como se não bastasse, os barqueiros (pessoas que transportam alunos em suas próprias embarcações) estão há mais de três meses sem receber seus salários", desabafa o professor em sua rede social.
Vale lembrar que os estados podem autorizar o FNDE -Fundo Nacional de Desenvolviemento da Educação,  a efetuar o repasse do valor correspondente aos alunos da rede estadual diretamente aos respectivos municípios.
O valor per capita/ano varia entre R$ 120,73 e R$ 172,24, de acordo com a área rural do município, a população moradora do campo e a posição do município na linha de pobreza.

Foto: Blog da Rádio Rural

2 comentários:

  1. vergonha isso! parece que ao invés de evoluirmos estamos retrocedendo em diversos setores.
    devemos lembrar disso na hora de escolhermos nossos representantes

    ResponderExcluir
  2. A EDUCAÇÃO DO NÍVEL MÉDIO É DE OBRIGAÇÃO E RESPONSABILIDADE DO ESTADO conforme disposição legal na Carta Política de 1988, porém, as pessoas querem dar uma de zé mane, e acham que tudo é de responsabilidade do município e querem fazer política com tal situação. O Sr. Diretor da Escola Estadual deve cobrar do Governador do Estado que cumpra com a sua obrigação de repassar recursos ao Município custear as despesas com transportes escolar. Diretor este que não tem dialogo com ninguém se acha o dona da verdade. Por isso deve ser cumprido cumprido também a legislação pertinente a ELEIÇÃO PARA DIREÇÃO DE ESCOLAS e que assumam pessoas educadas pois vão trabalhar com a Educação. Segundo a historicidade a DITADURA já passou algum tempo, porém, na ESCOLA JOÃO XXIII a DITADURA DO DIRETOR É QUE PREVALECE, O MESO NÃO SABE DIALOGAR. TEM A MÍNIMA EDUCAÇÃO PARA TRATAR AS PESSOAS E OS ADOLESCENTES. Os prejudicados, que são muitos devem procurar os seus direitos perante o MINISTÉRIO PÚBLICO e o JUDICIÁRIO.

    ResponderExcluir