quarta-feira, 2 de junho de 2010

VIA-CRUCIS DE PESCADORES

Os pescadores artesanais de São Sebastião da Boa Vista sofrem para terem o direito ao seguro-defeso através da colônia e associações de pescadores locais.
Além de terem de ficar "bajulando" esses dirigentes representativos pra conseguirem a tal da "Declaração" de que exerceram a função no período do defeso, quando conseguem este DIREITO e pensam que a tortura acabou, vem a última fase do tormento, que é a hora de se deslocar a Belém para receberem os 04 salários mínimos ( R$ 2040,00).
Ontem, o blog esteve na agência da CAIXA (foto), para cobrir este tormento. A cena dantesca, não nos foi permitido o registro fotográfico.
Além da falta de instalações para se acomodarem, os trabalhadores ou esperavam do lado de fora ou sentavam no chão da agência e aguardavam.
Se a SEAP e o MTE concedem o tal seguro, fraudulento ou não (não nos compete julgar) deveriam ter a obrigação de mandar alguém fiscalizar como os trabalhadores estão sendo tratados pela CAIXA.
Por outro lado, a Colônia Z-36 e as associações de pescadores ( agora espalhadas pelo interior do município) também poderiam fornecer auxílio a seus associados e ou colonizados.
Na edição de Junho de " O Boavistense" ( 16/06) vamos começar a provocar este debate.
Qual a verdadeira utilidade desta colônia e agora das co-irmãs associações? , se nem é mais obrigatótrio ao trabalhador estar vinculado a estas entidades ?

Trabalhadores, UNI-VOS !!!

7 comentários:

  1. Até que enfim alguem teve coragem, então sirva o marajó no geral, existem hoje os mais diversos mecanismo para captar imagens portanto use câmeras escondidas, tambem intreviste os beneficiários entre eles aqueles que se passam como pescadores e tente descobrir para qual agenciador ou presidente de entidade eles pagam propina e qual o valor e tambem de qual orgão publico vem a autorização para suas legalização e quem é que assina sua documentação e deois identifique o verdadeiro domicilio desse falsario, até o momento a imprensa paraense ainda não teve essa preocupação, assim o girau cai de verdade.

    ResponderExcluir
  2. Tude leva a crer que candidaturas que tem como alvo principal a pesca aqui em Curralinho, estão vazando pelo ralo, a vereador Janil apoio um pretendente e Gilmar apoia outro, depis da estada neste município de uma equipe de investigação dos fraudes na pesca, mais de 50% dos seguros defesos no município foram suspensos, segundo informe das autoridades aos investigados essa ação ainda vai continuá nos demais municípios marajoaras e na aqueles em torno te cuida minha gênte o barco está afundando e não tem salva vidas para todos.

    ResponderExcluir
  3. Ao anônimo das 16:25.
    Meu caro, nós não estamos na clandestinidade e registrar imagem e publicar sem autorização, não é recomendável. Para a segurança das pessoas que estavam a receber uma preciosa quantia, pedi autorização à gerência do banco, e me foi negada.
    Outro ponto abordado em seu comentário, é a investigação sobre o vai e vem deste seguro sinistro. A verdade é que nem 5% das pessoas que recebem o seguro-defeso, merecem por direito o benefício. Portanto, a Polícia Federal e o MPF (como já foi noticiado aqui) estão na cola dos fraudadores.
    Volte sempre
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Sr. de codinome Flávio Costa, afirmar que as entidades de classe não tem utilidade nehuma, coloca em cheque teu suposto profissionalismo, és incopetente e radical, procure conhecer melhor a função e o trabalho da Colônia de Pescadores, não se deve comparar associações deste municipio que foram criadas com fins políticos eleitoreiros com uma entidade que vem sendo bombardeada por imbecis como vc, mas não se abala, porque tem estrutura e a consciencia de um trabalho bem desenvolvido.

    ResponderExcluir
  5. Caro Anônimo 08:09
    Primeiro, não é codinome, respeito o principio constitucional que veda o anonimato na liberdade de imprensa.
    Segundo, respeito sim entidades de classe, participei durante muitos anos do movimento sindical, fui bancário. No movimento popular, fui por diversas vezes coordenador de centro comunitário em Belém. No movimento estudantil, fui coordenador de Centro cívico. No movimento partidário, sou militante filiado há muitos anos.
    Participo (quando posso) de atividades relacionadas ao processo evolutivo de comunidades distantes do Marajó. E voçê ?
    As colônias de pescadores PERDERAM o sentido de existirem, reafirmo. E posso lhe dizer mais, a segunda edição do Jornal O Boavistense ( dias 15 e 16 de julho, provavelmente) começará a tratar esta questão com mais afinco. Estou aberto pro debate..
    Doa a quem doer....

    ResponderExcluir
  6. parabens flavio provoque este debate nos boavistenses sabemos que a existe varios tipos de pescadores associados na colonia z - 36 e amaioria na mora em boa vista e sustenta uma presidente ditadora que se elegeu pela segunda vez de forma fraudulenta.

    ResponderExcluir
  7. Aqui em nosso município(s.s da boa vista) existem varias formas de se fazer seguro defeso, uma delas é pela colônia z36 outra é pelas varias associações de pescadores,mas se paga uma pequena quantia para adquirir esse direito que já le assiste,o mais caro é da vereadora (augusta) que é 200,00 por pescador.façam as contas.

    ResponderExcluir