segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

CERIMONIAL DE CERTIFICAÇÃO DO ENSINO MÉDIO PELO "SOME" EM PORTEL.

Inédito no municipio de Portel,ato cerimonial de certificação da primeira turma do ensino médio no municipio ,realizada através do SOME ( Sistema de organização modular de ensino).
O evento aconteceu no ultimo dia 03/12/2011 na localidade denominada,Vila do Acangatá, no rio Camarapi , e contou com a presença de autoridades municipais bem como do representante da 13ª URE de Breves, Sr. Jeferson. Na oportunidade o prefeito municipal de Portel e presidente da AMAM, Pedro Rodrigues Barbosa, comentou sobre a importancia de se trabalhar com uma atenção especial voltada para os interessess da coletividade e que um evento como esse é inédito, em que Portel escreve mais um capítulo em sua história. Pedro falou ainda da sua satisfação em ter feito em Portel 4 concursos públicos durante sua gestão, estabilizando boa parte dos profissionais de educação, e que quando assumiu a prefeitura em 2004, haviam apenas 18 professores graduados com nivel superior, e a tendencia é entregar a prefeitura de Portel com aproximadamente 500 professores graduados e boa parte com especialização. O prefeito ressaltou ainda sobre sua preocupação enquanto presidente da AMAM sobre a decisão da não liberação de recursos pelo ministério de educação para se construir creches no Marajó, uma vez que as escola ficam em beira de rios.
Finalizando, agradeceu ao trabalho sério desenvolvido pela Secretária de Educação de Portel, Prof.ª Rosangela Fialho, pelo compromisso e seriedade frente a essa secretaria, e também ao Governo do Estado,através da 13ª URE, pela parceria estabelecida em Portel, para que hoje os alunos pudessem estar concuindo mais uma etapa de estudo e iniciando uma nova fase, que será suas incrições para concorrerem à vagas na UFRA (Universidade Rural da Amazonia )que estará em Portel a partir do proximo ano.


Fonte: SEMED/Portel (Delcides Santana)

3 comentários:

  1. O fato de ter tantos profissionais graduados, não significa que o prefeito ajudou nisso, mas que os proprios profissionais estão procurando sua capacitação; por isso o mérito é todo deles, como minha mãe que passou 4 anos trabalhando no interior e viajando toda sexta a noite pra vir estudar pedagogia no sabado, e assim como ela muitos outros, que nunca tiveram nenhum tipo de apoio, seja da SEMED ou da PMP na pessoa de qualquer responsavel pela educação no municpio, mas que agora pretendem se gabar às custas desses e outros diplomas conseguidos pelos profissionais portelenses! ROSE/PSOL, SINTEPP de Portel.

    ResponderExcluir
  2. O fato de termos diversos profssionais graduados significa sim um incentivo por parte dos gestores, pelo histórico que temos em torno deste fato de anos e anos que gestores nunca permitiram esta acessibilidade, sempre buscaram benficiar um grupinho, agora claro se não houvesse um vontade incansavel de alcançar este objetivo seria impossivel a pessoa conseguir finalizar esta etapa de sua vida. Se os profissionais não fossem bem remunerados seria inviável essa concretização. A cidade de Portel dentre as muitas do marajó foi uma das únicas que incentivou por meios de uma boa remuneração para que isso se torna-se um fato.
    como dizia George Wossel: "Tempos de Mentira é universal, a verdade é um ato revolucionário."
    e espero que os leitores possam fazer nas suas mais diversas leituras que hoje o municipio de Portel como muitos outros do marajó enfrentam suas dificuldades, mas que tem em seu bojo várias estruturantes socialmente. Se deixarmos de criticiar destrutivamente e começarmos a apresentar soluções para os problemas nosso municipio avançará e muito. precisamos perder a atitude do imediatismo que muitas vezes se cerca de interesses individuais,outras vezes partidários de um grupinho.
    Paulo Hélio
    Filho de Portel.

    ResponderExcluir
  3. bem longe de interesses partidarios, meu interesse é pelo bem do municipio! quanto à gratificação o nosso dignissimo prefeito, no que diz respeito ao salario dos professores, so cumpre com sua obrigação, em devolver para o povo, na forma correta aquilo que já é dele, pois vem dos impostos que nos pagamos, e é obrigação da administração publica empregá-lo na saude, educação e outros serviços basicos necessarioa e de direito da população.
    ROSE/PSOL,SINTEPP/PORTEL

    ResponderExcluir