segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

PIRATAS PRESOS EM GURUPÁ

O Grupamento Fluvial do Sistema de Segurança pública e o 9º Batalhão da Polícia Militar prenderam uma quadrilha de assaltantes de embarcações, conhecidos como ‘piratas’, que agia no Arquipélago do Marajó, entre as cidades de Gurupá e Breves na madrugada desta sexta-feira (25). Segundo a polícia, a captura foi resultado de meses de investigações, que contaram com policiais civis e militares de Gurupá.
Segundo o delegado Dilermando Dantas, da Delegacia de Polícia Fluvial, os cinco homens presos estão com mandados de prisão decretados pela Justiça, por envolvimento em crimes de ‘pirataria’ nos rios, além de homicídio e tentativa de homcídio. Eles são integrantes de uma quadrilha responsável por roubos na região de Gurupá, às margens do Rio Amazonas.
Três deles são moradores do Vilarejo Santa Cruz, às proximidades do Rio Itamaraty, e os outros residem na sede de Gurupá. A equipe de policiais civis e militares fez buscas em diversas casas. Os policiais contaram com três lanchas no deslocamento da sede municipal até as ilhas. Cerca de 25 policiais participaram da operação. Após as prisões, os acusados foram conduzidos para a Delegacia de Gurupá, para serem ouvidos em depoimento. ‘Eles já nos disseram que, em razão das condições do tempo e por ser de madrugada, jamais imaginaram ser surpreendidos por nossa ação policial’, contou o delegado Dantas. A quadrilha, ressaltou, é responsável pela maioria dos assaltos a embarcações que trafegam pela região. ‘Em um dos assaltos, um dos presos – José Nazareno de Jesus Malaquias – baleou o comandante de uma das balsas que trafegam pela região, que veio a falecer’, disse. Pelo crime, ele foi indiciado por homicídio qualificado, e ainda responde por tentativa de homicídio em outro assalto.
Os outros presos são Juvenil da Silva Malaquias, de apelido ‘Roca’, irmão de José Nazareno; Benedito Pinto Malaquias, de apelido ‘Benão’, pai de José Nazareno e Juvenil; Magno Dutra Nogueira e Manoel de Jesus. Este último responde a processo criminal por tentativa de homicídio, durante assalto a uma balsa de transporte de madeira na região, quando tentou matar um tripulante. O delegado informou que as investigações continuam, com o objetivo de prender outros integrantes do bando, todos já identificados. ‘Temos mais quatro integrantes da quadrilha a serem investigados’, acrescentou. Após a apresentação na Delegacia de Gurupá, os presos ficarão recolhidos à disposição da Justiça.

 Fonte: Orm

Nenhum comentário:

Postar um comentário