domingo, 20 de janeiro de 2013

SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO PODEM SER PUNIDAS POR PERMITIREM FACULDADES IRREGULARES NOS MUNICÍPIOS

Print da coluna RD do Diário do Pará de hoje (20)
Desde 2010 o blog vem denunciando o avanço de faculdades irregulares no Marajó. Agora, o MPF quer responsabilizar com ação administrativa e cível ( ver print acima) secretarios (as) que permitam ou cedam espaço físico pra essas faculdades sem autorização do MEC para oferecer curso de graduação e pós, se instalem. O blog parabeniza o Procurador Federal Alan Mansur, por sua incansável luta em combater estas instituições de fachada.

3 comentários:

  1. Parabéns pela atitude do MPF e Marajó Notícias. Agora só tá faltando fiscalizarem irregularidades do IDESAM de Oeiras do Pará, Que tá associando mas ficando com metade do seguro de associados. Isso é uma ordem. Ou devolve metade ou associado perde o direito de novo seguro seguinte.

    ResponderExcluir
  2. Orlando_Dias_produtor_fotográfico está Parabenizando a atitude de denuncias irregulares em nosso estado ou região.

    ResponderExcluir
  3. A profissão de EDUCADOR é uma das mais desvalorizadas pelo poder... por conta da sua capacidade de transformação das pessoas e do mundo! Muitos educadores foram perseguidos no Brasil... os Jesuítas quando ousaram ensinar os índios a ler e escrever... Paulo Freire quando abriu salas de aula nas comunidades carentes e Anísio Teixeira ao criar a nova escola popular e outros anônimos que foram presos, exilados, torturados e até mesmo mortos... Atualmente a história mudou muito pouco, pois o MP - Ministério Público a serviço da elite que controla a educação, trava uma operação de guerra impedindo a criação de escolas livres em todos os níveis, alegando desrespeito a uma legislação educacional inspirada em ideais conservadoristas e ditatoriais... é preciso lutar por uma educação livre, ampla geral e irrestrita em todos os sentidos sem intervenção do poder e que surjam exageradamente instituições de ensino em todas as esquinas, em todos os guetos, em todas as favelas e em todos os lugares que se possa imaginar... que a educação seja um vírus contagiante... nota zero para o MP e nota zero para o MEC...

    ResponderExcluir