segunda-feira, 14 de maio de 2012

ACONTECEU DE NOVO...

Depoimento enviado ao blog por um remista....

..Bom dia! 
Existe um ditado popular que diz: "Errar é humano, permanecer no erro é burrice". 
Poderia também ser escrito na seguinte grafia: " O burro aprende com os próprios erros, já o inteligente aprende com os erros dos outros". 
Parece que a Diretoria do Club do Remo faltou no dia que esta aula foi ministrada na Escola da Vida. 
Se não vejamos: Em 2005, ano que o Remo completou 100 anos de fundação, o Clube de Periçá treinado pelo Roberval "Taylor" Davino conquistou o Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão. O comando da Nau azulina era de responsabilidade do Levi, o mesmo cidadão que ressuscitou a Assembléia Paraense. A torcida do Remo ficou conhecida como Fenômeno Azul e foi a Campeã Brasileira de Público entre todas as Divisões do Brasil. A média de público nos jogos do Leão foi superior a outras grandes torcidas como do Flamengo e do Corinthians. A Média do Leão foi acima de 30.000 por jogo. 
Em 2005 o Remo acessou a série B e tinha tudo para em pouco tempo retornar a Séria A. Tudo bem e tudo muito certo... E o que aconteceu a seguir? A Primeira atitude em 2006 foi afastar o Levi com a desculpa que ele tinha Planos muito modestos para a grandeza do Club do Remo. 
Elegeram o Raimundo Ribeiro que no passado vendeu a Sede Campestre de Benfica e o dinheiro da venda ninguém sabe ninguém viu...A consequência disto foi o retorno do Leão à Série C. 
Depois elegeram o Klautau que prometeu a Arena do Leão mas a grande obra dele foi a retirada a marretadas do simbolo do Remo localizado nos altos do muro do Evandro Almeida na Almirante Barroso. A consequência foi o rebaixamento do Leão à Série D. 
Mas nada que não esteja ruim que não posa piorar... De 2005 prá cá foram míseras as conquistas e hoje o Leão está sem divisão. E como fato mais recente temos a perda do título Estadual para o Mapará..
Nada contra a Equipe de Cametá, muito pelo contrário, eles estão de parabéns pois ganharam dentro de campo. O Cametá se junta ao Independente de Tucuruí que em 2011 venceu dentro do Mangueirão o time do Paisandú...O problema não é perder e sim a forma em que perdeu...Falta de profissionalismo, amadorismo da Diretoria, incompetência administrativa e pouco ou nenhum compromisso por parte dos jogadores que estão mais preocupados com os brincos, pirciengs, corte de cabelo a "la Neymar" e uso de chuteira coloridas...Futebol que bom cadê? Isso sem falar das baladas regadas a cerveja e Red Label e loiras oxigenadas (Maria chuteiras)...Se você quiser encontrar algum jogador do Remo é só ir nas festas de aparelhagens, pagodes ou forró...
E agora? Férias forçadas assim como no ano passado...Resta a Série I (Interior)...Valha-nos quem? 

José N M Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário