sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O PARÁ NA TV RECORD

Da alegria do Treme-Treme às dificuldades da vida simples 

Nesta sexta (9), no Câmera Record, você vai saber como é a vida na Ilha de Marajó, a maior ilha fluvial do mundo - que é aquela cercada por rios. Um lugar onde a vida é simples, muito simples. As casas são iluminadas com geradores. A comunicação é feita via rádio. E os atendimentos de emergência dependem de helicópteros (registramos o flagrante do socorro de um homem que caiu do telhado).
 Nesse canto do Pará, os hábitos cotidianos são de total integração com a natureza - do consumo do açaí em diversos pratos até subir em árvores para comer turu, uma larva que se esconde na madeira apodrecida. Como é a vida em um lugar tão isolado? Quais são as curiosidades do povo? O que as pessoas de vida simples têm a ensinar para quem vive sob o estresse da cidade grande?
 Em outra reportagem, você vai conhecer o sucesso do Treme-Treme, a nova dança do Pará. Um estilo que agita a comunidade local, com os dançarinos tremendo o corpo da cintura para cima. E os mais populares dessa nova dança são dois adolescentes. Fomos a uma escola e vimos como o Treme-Treme chegou a ser incluído nas aulas - e hoje anima a garotada em concursos muito disputados. Como são essas competições? Quem leva a melhor? O que é preciso para dançar bem o Treme-Treme?
 Você também vai conhecer as dificuldades que uma anã enfrenta para criar o filho sozinha. Com apenas três anos, a criança já é maior que a mãe. E problemas não faltam na vida dessa mulher de 78 centímetros que enfrenta dificuldade até com a altura das calçadas. O pai do filho dela é um presidiário. E hoje ela vive da venda de cosméticos. Qual é a história dessa mulher? O que ela enfrenta para sustentar essa criança? O que pode ser feito para ajudar?
 E ainda: o uso do jambu, uma planta considerada anestésica, na culinária local; e o médico que ganha dos pacientes animais como jacarés, macacos e cobras: com autorização do Ibama, ela mantém todos no jardim de casa - mas gasta R$ 1 mil por dia. Todas essas histórias você vai conhecer nesta sexta (9), no Câmera Record, logo depois de Balacobaco.

Fonte:http://programas.rederecord.com.br/programas/camerarecord/edicoes.asp

2 comentários:

  1. Coloca RRS/FEED no blog, por favor

    ResponderExcluir
  2. paragrafo do blog:"...Nesse canto do Pará, os hábitos cotidianos são de total integração com a natureza - do consumo do açaí em diversos pratos até subir em árvores para comer turu, uma larva que se esconde na madeira apodrecida".
    mais subir em arvore pra comer turu??? nao e muito? Turu e uma larva que da em madeira aprodrecida que fica na agua, que fica na lma dos mangues e praias do marajo e nãoe preciso subir em arvore pora degusta-la.
    aproposito quero parabenizar o brilhante trabalho d comunicação via radio fônia central d radio que a secrtaia de saude de Chaves, mantm com as comunidades onde o celular nao chegou....e graças a este trabalho que o resgate dest senhor na reportagem de tantos outros tem acontcido nste recanto do Pará. Parabens a todos da SMS de Chaves.

    ResponderExcluir