sexta-feira, 9 de setembro de 2011

MARAJÓ RECEBERÁ CENTRAL DE REGULAÇÃO DO SAMU

Representantes do Departamento de Atenção Integral às Urgências e Emergências, vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), estiveram no município de Breves, no Arquipélago do Marajó, para conhecer o prédio onde funcionará a Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que atenderá toda a região. Durante a visita, ocorrida neste mês, foi realizada uma vistoria técnica para definir a estrutura necessária da reforma, determinada pelo Ministério da Saúde.
Breves foi escolhido para sediar a Central de Regulação da Macrorregião de Saúde Extremo Norte por ter um Hospital Regional equipado. A central funcionará em imóvel pertencente à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), cedido à Sespa.
Segundo Paulo Campos, chefe do Departamento de Atenção Integral às Urgências e Emergências da Sespa, a implantação do Samu no Marajó facilitará o acesso ao atendimento médico adequado pela população, além de estruturar e qualificar a região para os atendimentos de urgência e emergência. “Este serviço vai garantir os cuidados imediatos para o paciente. Isso pode contribuir decisivamente para a manutenção da vida e a redução das sequelas de menor ou maior gravidade”, explicou.
Paulo Campos destacou ainda que o serviço 192 reduzirá o número de pacientes atendidos para Belém, pois o processo de triagem definirá que tipo de atendimento deverá ser dispensado ao paciente, e o deslocamento em ambulâncias e ambulanchas dentro da região, de helicóptero ou UTI aérea, quando houver necessidade de transferências de pacientes graves para Belém.
Estabilização - Além da Central, os municípios terão salas de estabilização equipadas com desfibrilador, detector de batimentos cardíacos fetais, cilindro de oxigênio, oxímetro de pulso, ressuscitador manual e transporte fluvial - ambulanchas adaptadas de acordo com o modelo do Samu 192 - e ambulâncias que servirão como Unidade de Suporte Básico em primeiros socorros.
A implantação do Samu no Arquipélago do Marajó beneficiará os 16 municípios da região, representados pelos 7º e 8° Centros Regionais de Saúde. O 7º abrange Afuá, Cachoeira do Arari, Chaves, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure, e o 8º, Anajás, Bagre, Breves, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel.

Os municípios de Afuá e Breves receberão uma ambulancha no modelo de Unidade de Suporte Avançado. Breves foi contemplado também com uma Unidade de Pronto Atendimento tipo II, que já está em fase de construção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário